O zagueiro Emerson Santos passou a gestão do técnico Vanderlei Luxemburgo em ostracismo. Com o Palmeiras atingido por surto de covid-19, no entanto, o defensor acabou escalado como titular nas últimas quatro partidas consecutivas e ganhou moral no Palmeiras.

Emerson Santos foi usado pelo técnico português Abel Ferreira desde o início nos confrontos com Ceará (3 x 0), Fluminense (2 x 0), Ceará (2 x 2) e Goiás (1 x 0). O zagueiro permaneceu em campo durante os 90 minutos das quatro partidas e teve alguns bons momentos.

Emerson Santos se destacou com a camisa do Botafogo e chegou ao Palmeiras em 2018, mas não conseguiu engrenar e acabou emprestado ao Internacional. De volta à Academia de Futebol em 2020, o zagueiro de 25 anos foi cotado para sair novamente, mas acabou permanecendo, já que tem contrato até o final de 2022.

Com Gustavo Gomez convocado para defender o Paraguai nas Eliminatórias e Luan diagnosticado com covid-19, Abel Ferreira perdeu sua dupla de zaga titular. Assim, o comandante português formou o miolo da defesa com Emerson Santos ao lado do jovem Renan e ficou satisfeito com o que viu.

A concorrência no setor aumentará significativamente em breve, uma vez que o Palmeiras contratou dois reforços para a zaga. Alan Empereur já participou do jogo contra o Ceará e Benjamin Kuscevic ainda não estreou - ambos foram afastados por covid-19.

O Palmeiras entra em campo para enfrentar o Delfin às 19h15 (de Brasília) desta quarta-feira, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Na cidade de equatoriana de Manta, Abel Ferreira terá à disposição Gustavo Gomez e Luan, os titulares da defesa.Gazeta Esportiva