BTP Educa premia crianças na nona edição do projeto

Costa Norte
Publicado em 27/07/2017, às 12h12 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h04

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Crianças da rede pública de ensino de Santos receberam prêmios na quinta-feira, 27, na Secretaria de Educação

Quinze crianças do 1º ao 5º ano da rede pública de ensino de Santos receberam prêmios da nona edição do projeto BTP Educa, na manhã de quinta-feira, 27, na Secretaria de Educação. O projeto foi criado em 2013 pela Brasil Terminal Portuário, em parceria com a prefeitura de Santos, e incentiva alunos a produzir trabalhos relacionados ao meio ambiente, para concorrer a prêmios. O tema desse semestre foi a separação de resíduos.

Luis Fabiano Pascoal do Nascimento, de 7 anos, estuda na UME José Bonifácio e fez um desenho com o tema Separando os Resíduos em Casa. "Eu fiz um desenho com garrafas, potes de manteiga e potinhos", descreve o pequeno aluno. Luis conquistou a 3ª colocação e ganhou uma bicicleta.

Julia Lemos Bispo tem 8 anos e está no 2º ano, na UME Deputado Rubens Lara. Ela fez um desenho sobre separação de resíduos e conquistou o 2º lugar. "Eu aprendi que tem que reciclar, reduzir e reutilizar", explicou.

No 4º ano, o trabalho era elaborar uma carta sobre reciclagem de resíduos.  Clara Previato da Silva Costa, 9 anos, escreveu para a amiga Ana, em cuja carta demonstrou preocupação com o meio ambiente: "Acho que reciclar resíduos sólidos é um bom caminho. Tenho certeza que você vai me ajudar a juntar os materiais que podem ser reciclados. Eu começo a fazer na minha casa e você na sua. Mas não podemos fazer isso sozinhas". A menina estuda na UME José Bonifácio e conquistou o 1º lugar.

A reciclagem de lixo tecnológico foi o tema do 5º ano, e  Daysi Rufino Belido, de 10 anos, ficou com a 1ª colocação. "A gente fez um trabalho em grupo antes de produzir individualmente. Eu aprendi a não jogar lixo na rua; os eletrônicos devem ser jogados no lugar certo e sempre devemos reciclar o lixo", disse.

O presidente da Brasil Terminal Portuário (BTP) Antonio Pássaro comemorou o sucesso do projeto e destacou a consciência ambiental embutida na BTP. "Nosso terminal era um lixão. Está no nosso DNA a questão do meio ambiente e a preocupação em remediar qualquer contaminação", relembrou Pássaro. O processo de remediação do terminal durou 30 meses,  concluído em março de 2012. O investimento total com a descontaminação chegou a R$ 257 milhões.

Marina Aguiar

Foto: JCN

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!