Coluna Albatroz - edição 1224

Costa Norte
Publicado em 29/03/2013, às 05h10 - Atualizado em 24/08/2020, às 01h15

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Cubatão

Inferno astral Sem ainda ter conseguido equacionar totalmente os problemas decorrentes das “chuvas de março” que deixaram milhares de desabrigados em Cubatão, a prefeita Márcia Rosa (PT) enfrenta sérios problemas em sua administração neste finzinho de mês nas áreas da saúde e da educação.

Pró-Saúde fora Na área da saúde a situação ficou ainda mais complicada esta semana porque, além da greve dos médicos por salários atrasados, a Pró-Saúde, gestora do Hospital Municipal, rescindiu unilateralmente o contrato com a prefeitura. Márcia Rosa reagiu imediatamente exigindo a retomada do atendimento médico e o cumprimento integral do contrato de gestão por 180 dias.

Sem blefe Para alguns analistas políticos, a Pró-Saúde estaria blefando ao protocolar, sem aviso prévio, ofício solicitando a rescisão do contrato milionário que mantém com a prefeitura há cerca de 8 anos, iniciado no governo Clermont Castor. No entanto, além de aceitar sem discussão a rescisão, Márcia Rosa exigiu a continuidade dos trabalhos pelo prazo de 180 dias, determinado em contrato, para o processo de transição a um novo modelo de gerenciamento.

Pagamentos As informações das duas partes são absolutamente desencontradas. Enquanto a Pró-Saúde alega falta de pagamento, a administração municipal, por meio de nota da Secretaria de Comunicação, afirma que “somente este ano já foram pagos R$ 11.772.282,63”. Ainda segunda a nota, nesta quinta-feira (28), data do vencimento da fatura do mês, foram pagos mais R$ 2.546.732,46. “Se necessário, finaliza a nota, a Prefeitura acionará a Justiça para garantir o cumprimento do contrato e o atendimento ao munícipe”.

CEV vai investigar Para esclarecer a questão que envolve o tripé médicos-Pró-Saúde-prefeitura, o presidente da Câmara, Wagner Moura (PT), aprovou na sessão de terça-feira (26), uma Comissão Especial (CEV), composta por todos os vereadores. Vão investigar quem está com a razão: Os médicos quando afirmam que os salários estão cinco meses atrasados ou a Pró-Saúde que garante que são quatro. A Pró-Saúde que diz que não está recebendo ou, finalmente, a prefeitura que garante que os pagamentos estão em dia?

Solidariedade Wagner Moura entende que a CEV deve agir rapidamente no levantamento das informações e da normalização dos serviços porque, segundo afirmou, “toda essa situação prejudica o atendimento à população. E eu, como representante do povo, me solidarizo com os cidadãos”.

Estudantes nas ruas Enquanto a saúde, ao que tudo indica, vai para a UTI, os estudantes foram para as ruas, para o Paço Municipal e para a Câmara municipal onde ocuparam as galerias para, com apitos, faixas e nariz de palhaço, protestar com o anunciado fim, em julho, do transporte público gratuito para os universitários.

Protesto geral Enquanto o secretário de Educação, Fábio Inácio, explicava que com a queda da arrecadação a prefeitura precisa cortar despesas (os ônibus custam R$ 440 mil/mês) e que a prioridade da administração é atender o Ensino Básico, os estudantes conseguiram o apoio dos 11 vereadores para que o transporte gratuito às universidades das cidades da região seja mantido.

Imbróglio geral Com isso, mais uma grave crise política se aproxima da administração petista. Se o governo de Márcia Rosa não recuar e manter o transporte gratuito que existe – ininterruptamente – há mais de 20 anos, inevitavelmente vai “bater de frente” com os 11 vereadores que se comprometeram, aplaudidos de pé, com os universitários que lotaram as galerias da Câmara, na terça (26).

Dinho contra Um dos mais ovacionados foi o vereador Adeildo Heliodoro dos Santos, o Dinho do PT, que, num contundente discurso defendendo a continuidade do transporte aos estudantes. Ele afirmou que “não importa o partido que está no governo. Se for contra os estudantes, se for contra os trabalhadores, eu sou contra”.

Guarujá

24 horas O governador Geraldo Alckmin sugeriu à União que os órgãos públicos que atuam junto ao porto funcionem durante 24 horas, agilizando o embarque e desembarque de cargas e desafogando o tráfego intenso na rodovia Cônego Domenico Rangoni, que atravessou mais uma semana de caos e desorganização.

Status A prefeita Maria Antonieta bem que tentou organizar o caos portuário, ganhou apoio do governador e teve a presença do secretário Estadual de Transporte e Logística, em reunião para definir as ações em defesa da fluidez do tráfego na cidade. Entretanto, o volume de caminhões se encarregou de ampliar o problema. Beligerante Não pegou nada bem, entre muitos dos vereadores, o teor das entrevistas concedidas pelo ex-prefeito Farid Madi (PDT), por ocasião da rejeição de suas contas de 2007. Farid condenou com veemência o voto de vereadores que foram eleitos junto com sua coligação, mas as palavras arderam no ouvido de quem as escutou. Dizem que o fato só confirmou qual será o resultado na votação das contas dos demais anos.

Homenagem A Câmara de Guarujá aprovou, na sessão da última terça-feira (26), a concessão de título de cidadão guarujaense ao empresário e compositor Américo Francisco Filho, por conta de proposta feita pelo vereador Ronald Nicolaci (PDT). O detalhe que poucos percebem é que o homenageado é o cantor Luiz Américo, dono da casa noturna Lucky Scope.

Bertioga

Pra inglês ver O vereador Alemão (PR) estava apresentando uma indicação para a criação de uma CAE (Comissão de Assuntos Especiais), na última sessão da câmara, dia 26, para investigar a Secretaria de Educação do município, quando de repente foi interrompido pelo presidente da casa, Luís Henrique Capellini (PR), que pediu uma pausa de cinco minutos para um cafezinho. Misteriosamente todos os vereadores se reuniram em uma sala e quando voltaram: nada de CAE, ou seja, o vereador Alemão, no maior estilo britânico, retirou o pedido, alegando que a vereadora Valéria Bento (PMDB) já executava um trabalho similar.

Pra inglês ver II De acordo com a vereadora, Valéria Bento, o problema é que o vereador Alemão nunca subscreveu uma indicação sequer, de sua autoria, à Secretária de Educação, portanto ele se ele criasse a CAE estaria passando por cima de todos os trabalhos que ela já desenvolve. Para a vereadora faltou comunicação na casa de leis.

Tudo aprovado Os parlamentares aprovaram dois Projetos de Leis em segunda discussão. Um, do vereador Ivan de Carvalho, regulamenta procedimentos para a concessão de licença para a realização de eventos e demais atividades semelhantes e outro do vereador Pacífico Júnior que acrescenta a Festa dos Tabernáculos e o Summer Gospel no Calendário de Eventos do Município.

Tudo aprovado II Além disso, os vereadores aprovaram, em primeira discussão, um Projeto de Lei do vereador Ivan de Carvalho, que autoriza o acesso controlado de veículos à loteamentos fechados, bolsões e ruas sem saídas, ou seja, os veículos que adentrem a esses locais terão que se identificar.

Registrando... A vereadora Valéria Beto fez uma indicação para que seja construído um Cartório de Registro de Imóveis no Município. Segundo ela isso ajudaria a toda a população, uma vez que os moradores não precisariam mais se locomover até Santos para registrar seus bens.

Registrando... II O vereador Toninho Rodrigues (DEM) quer a instalação do Espaço Cidadão no bairro do Indaiá. Atualmente, existem duas unidades do Espaço Cidadão em Bertioga, uma no Centro e outra em Boracéia, sendo que o bairro do Indaiá fica entre as duas e, portanto, para os moradores, o atendimento fica distante em ambos os locais. Como concentra diversos serviços importantes para o munícipe, o parlamentar acredita que uma terceira unidade do espaço, no Indaiá, beneficiaria e muito a população.

Mais guarda civil

A vereadora Valéria Bento fez indicação para que a municipalidade faça esforços para ampliar a quantidade de funcionários da Defesa Civil de Bertioga. O motivo são os constantes problemas de alagamentos em ruas e moradias em áreas de risco de enchente, como as próximas aos rios.

Ordem no trânsito O vereador Pacífico quer a atuação de agentes municipais no trânsito, principalmente nos períodos de aumento de população, como temporada e feriados. A intenção é garantir a fluidez no trânsito e a segurança dos pedestres. Para isso, ele fez indicação para que a prefeitura estude a criação da função “agentes de trânsito e transporte”.

Náutica Pacífico também pediu que a prefeitura providencie a ampliação e adequação da rampa náutica na Praça Pôr do Sol. O motivo é que o número de embarcações que utilizam o equipamento aumentou nas últimas semanas, já que começou, no início deste mês, o período de defeso do camarão em todo litoral sul e sudeste, e que vai até 31 de maio.

Mais segurança O vereador Alemão pediu a instalação de um sistema de monitoramento público, com uma Central de Operações. Alemão destacou que a Segurança Pública tem sido a preocupação de governantes, autoridades policiais e da sociedade em geral, pois a violência é um dos problemas que mais afligem o cidadão brasileiro nos dias de hoje.

Práticas inclusivas

Professores de Educação Física da rede municipal de ensino, liderada por Danilo Pastoriza, participaram da Reunião Ordinária do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, no último dia 27, que reuniu cerca de 50 pessoas, na Sala Multimídia do Espaço Cidadão-Centro. A equipe foi mostrar a importância da prática de atividades esportivas para pessoas com deficiência.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!