Usiminas anuncia aporte de R$ 1 bilhão para recuperar siderúrgica

Costa Norte
Publicado em 01/07/2016, às 15h31 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h18

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

*Foto Imprensa PMC O novo presidente da Usiminas Sérgio Leite de Andrade e diretores da siderúrgica compareceram ao gabinete da prefeita Marcia Rosa, dia 23 passado, para apresentar a nova diretoria da empresa e seus planos de recuperação da produção e do potencial da siderúrgica na cidade. Eles comunicaram um aporte de R$ 1 bilhão para a nova fase da empresa.

Durante a reunião, a prefeita fez um apelo para que as parcelas restantes do IPTU deste ano da empresa sejam pagas em uma única cota, possivelmente na próxima semana. Com cerca de 1.800 funcionários e outros 1.000 contratados, a usina de Cubatão paga R$ 30 milhões de IPTU à prefeitura. Sérgio sinalizou esta possibilidade. A administração municipal pretende direcionar esses recursos à área da saúde. O presidente da Usiminas disse que as dívidas da siderúrgica já foram negociadas com os bancos brasileiros, para saldo total num prazo de 10 anos, com três anos de carência. Já a negociação com credores japoneses está em fase de finalização. Ele explicou: "Esse processo deve estar concluído até dia 14 de julho. Além disso, vamos receber um aporte de capital de R$ 1 bilhão dos acionistas, o que dará sustentabilidade financeira para a siderúrgica". Leite destacou ainda, que o plano da nova diretoria é tornar a usina de Cubatão sustentável e equilibrada até outubro, para gerar novamente resultados positivos: "Vamos comprar placas de aço da CSA e intensificar o trabalho de laminação. Este mês, já estamos produzindo 75 mil toneladas. Nosso plano é chegar a produzir 120 mil toneladas ao mês, o que dará 1,5 milhão de toneladas de aço laminado ao ano".

Marcia Rosa destacou a importância da parceria da municipalidade com a Usiminas e elogiou a vinda em seu gabinete da nova diretoria da siderúrgica: "Isso demonstra compromisso da equipe, que tem meta e objetivos para enfrentar esses problemas econômicos. Enquanto gestora, eu estou à disposição para contribuir para o crescimento da empresa para que retome com pujança e competitividade".

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!