MORADIA SEGURA

São Sebastião será contemplada com mais de 3 mil casas para famílias de baixa renda

O plano abrange duas áreas geográficas: a Região Metropolitana de Santos e a Região do Litoral Norte, com a previsão de seis mil habitações para cada uma

Da redação
Publicado em 23/06/2023, às 14h26 - Atualizado às 15h19

FacebookTwitterWhatsApp
© Rovena Rosa/Agência
© Rovena Rosa/Agência

A cidade de São Sebastião será contemplada com 3.360 casas destinadas a famílias de baixa renda. A informação foi confirmada através do lançamento de um edital do Governo do Estado de SP, na sexta-feira (23).

O edital visa a construção de 12 mil casas no litoral. O objetivo é agilizar o processo e aproveitar as inovações tecnológicas oferecidas pelo setor privado para a construção de moradias.

O processo foi divulgado pela Secretaria de Urbanismo e Moradia (SUM) e está disponível para empresas ou indivíduos que atuem como promotores imobiliários. Os participantes devem apresentar planos residenciais cujos preços (para venda e financiamento) sejam adequados às famílias com renda mensal até cinco salários mínimos.

A implementação dos projetos será financiada pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) e, ocasionalmente, pelo Fundo Paulista de Habitação de Interesse Social.

O plano abrange duas áreas geográficas: a Região Metropolitana de Santos e a Região do Litoral Norte, com a previsão de seis mil habitações para cada uma.

As cidades selecionadas são: Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Peruíbe, Praia Grande, Santos, São Vicente, Caraguatatuba, Ilha Bela, São Sebastião (Juquehy, Boiçucanga, Maresias, Centro e Enseada) e Ubatuba.

Confira abaixo a quantidade de casas destinadas para cada cidade:

Baixada Santista

Mongaguá: 20 casas
Peruíbe: 240 casas
Bertioga: 240 casas
Cubatão: 320 casas
Guarujá: 1.730 casas
Praia Grande: 20 casas
Santos: 1.500 casas
São Vicente: 1.930 casas

Litoral Norte

São Sebastião: 3.360 casas
Ilhabela: 570 casas
Caraguatatuba: 670 casas
Ubatuba: 1.400 casas

O governo anunciou que as propostas poderão ser enviadas até o dia 10 de julho de 2026 exclusivamente pelo endereço http://cdhuonline.cdhu.sp.gov.br/credenciamento. Mas até a última atualização desta matéria, o link ainda não estava disponível.

A cada três meses, uma comissão especial analisará os documentos recebidos. O edital contempla quatro categorias de projetos: registrados, aprovados, em aprovação ou áreas para desenvolvimento. Mais informações podem ser encontradas no próprio edital.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!