MOTEL INTERDITADO

Vigilância sanitária interdita motel em Santos

Fiscais da Seção de Vigilância Sanitária (Sevisa), da Secretaria Municipal de Saúde, interditaram um motel, no Centro, na tarde desta terça-feira (27)

Da Redação
Publicado em 28/04/2021, às 08h59 - Atualizado às 09h19

FacebookTwitterWhatsApp
Divulgação/Prefeitura de Santos
Divulgação/Prefeitura de Santos

Fiscais da Seção de Vigilância Sanitária (Sevisa) de Santos, da Secretaria Municipal de Saúde, interditaram um motel, no Centro, na tarde desta terça-feira (27). O motivo foi o uso de água não tratada.

Durante a vistoria, que resultou na interdição, o motel não estava com nenhum cliente, mas tinha reservas para o período da noite, que tiveram de ser canceladas pela gerência.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp ➤ http://bit.ly/CostaNortesonoticias E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

A ação partiu de uma denúncia registrada na ouvidoria municipal. Fiscais da Saúde foram até o estabelecimento no dia 16, e constataram que o estabelecimento tinha interrompido o abastecimento com o sistema oficial de fornecimento de água. Isso foi constatado pela ausência de relógio de medição de água.

Na tarde desta terça-feira, a Sevisa retornou e constatou que a intimação não havia sido cumprida.

O responsável pelo estabelecimento terá de regularizar o fornecimento de água e acionar a Vigilância Sanitária para uma nova fiscalização. O local só poderá reabrir quando comprovar o uso de água tratada e potável.

A chefe da Sevisa, Luciane Valente, explica que "hotéis e motéis devem ser abastecidos por água comprovadamente tratada e potável, em quantidade suficiente para sua finalidade, pois preparam e servem alimentos, além dos clientes a utilizarem nos banhos".

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!