Subcomitê mapeará consumo de álcool e outras drogas

Costa Norte
Publicado em 12/12/2014, às 10h06 - Atualizado em 24/08/2020, às 01h39

FacebookTwitterWhatsApp

A Associação Pró-coalizões do Brasil formou um subcomitê, que levantará dados sobre o consumo de álcool e outras drogas, em Santos. As informações contribuirão para a formação do mapa da drogadição e um quadro estatístico, que devem estar concluídos dentro de um ano. Essas diretrizes foram definidas segunda e terça-feira, 8 e 9, na UniSantos, durante a capacitação de 80 pessoas que passarão a atuar na prevenção desse problema social. A presidente da Associação Pró-coalizões do Brasil, Elaine Prado Marcondes, disse que por ser portuária e rota de passagem de pessoas e produtos, Santos terá de criar seus mecanismos de atuação. “Eu trabalho como voluntária em Cabo Verde, e o país inteiro é rota de passagem e desenvolveu estratégia de atuação em todo o arquipélago”. Ela adiantou que, no último treinamento, que acontecerá nos dias 23 e 24 de fevereiro de 2015, também na UniSantos, serão apresentadas as sete estratégias de intervenção, sendo três individuais e quatro ambientais. “Não adianta você informar a pessoa, é preciso intervir no ambiente que estimula o uso de drogas”. Os 80 agentes, que passam por capacitação, representam os setores de educação, saúde, prefeitura, associações de bairro, Justiça, igrejas, ONGs, pais, adolescentes, comunicação, segurança e organizações civis. No encontro, explicou-se ao grupo a necessidade de se coletar dados quantitativos e qualitativos sobre o uso de drogas. A partir dessa informação, será feito o diagnóstico sobre a drogadição e definido um planejamento para enfrentar o problema.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!