Projeto do Teleférico é apresentado aos moradores dos morros

Costa Norte
Publicado em 15/08/2014, às 19h08 - Atualizado em 23/08/2020, às 14h22

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Dúvidas e questionamentos sobre a implantação do Sistema de Teleféricos nos morros da cidade foram dirimidos segunda-feira, 11, pelo presidente da CET, Antonio Carlos Silva Gonçalves, e o secretário de Desenvolvimento Urbano Nelson Gonçalves Lima Jr., durante reunião realizada no Centro Turístico, Esportivo e Cultural do Morro do São Bento. O encontro reuniu líderes e moradores daquela região. Um vídeo foi exibido mostrando o funcionamento do sistema do modal. Os moradores conheceram o projeto em detalhes. O teleférico fará um percurso de 4km de extensão a uma velocidade de 17km/h, transportando 1.000 passageiros/hora em cada sentido, e cerca de 12 mil por dia. Serão 66 cabines (para oito pessoas) e cinco estações dotadas de completa infraestrutura: Valongo, São Bento, Vila Progresso, Nova Cintra e Caneleira. O tempo de viagem durará 15 minutos. “O sistema vai agilizar o deslocamento dos moradores dos morros e será integrado a um pacote maior de obras de mobilidade urbana, do qual fazem parte também corredores de ônibus ligando o centro histórico à Zona Noroeste, uma ponte sobre o rio São Jorge, entre São Manoel e Piratininga, e um viaduto na avenida Martins Fontes, o que beneficiará cerca de 200 mil pessoas”, destacou o presidente da CET. Licitação A prefeitura, conforme ressaltou ele, deverá enviar documentos e o RAP (Relatório Ambiental Prévio) à Cetesb até setembro. “Após a aprovação das análises, vamos iniciar o processo licitatório. As obras deverão ter início até o final de 2016, com prazo de 24 meses para execução. O financiamento será com verba do PAC Mobilidade Médias Cidades. Já o secretário de Desenvolvimento Urbano Nelson Gonçalves salientou a clareza do projeto quanto às negociações com os moradores e a preservação do meio ambiente. “Realizaremos reuniões e já iniciamos as conversações com alguns moradores da área. Todos serão respeitados quanto aos seus direitos”. Ozéias Silva (residente há 48 anos) e Maria das Graças Alves do Santos (há quase 30 anos), moradores da Vila Progresso, estão entusiasmados com o projeto. “Acho uma evolução para a comunidade dos morros, já que o teleférico vai permitir uma integração mais rápida com as demais regiões da cidade e outros benefícios”, disse Ozéias.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!