Problema em rede de esgoto causa transtornos

Costa Norte
Publicado em 05/10/2015, às 06h40 - Atualizado em 23/08/2020, às 14h45

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

*Foto: JCN

O entupimento da rede de esgoto causou transtornos a moradores da rua Francisco Pinto, no bairro Jardim Vicente de Carvalho, durante a semana. A água da rede chegou a invadir uma das casas. Apesar das reclamações, a Sabesp informou que está em obras para regularizar o sistema de esgotamento sanitário que atende a rua.

Uma das casas mais afetadas foi a do porteiro Cláudio Palácio Munhoz que, apesar de sucessivas reclamações à companhia de saneamento, não foi atendido e, após uma semana de pedidos, resolveu quebrar a calçada em frente a sua casa. Ele conta ter tomado a iniciativa para preservar a saúde de sua família que, inclusive, aguarda mais um bebê. Cláudio critica: “A rede de esgoto da Sabesp, que passa na rua, entrou no quintal e na casa. Isso com crianças, com mulher grávida dentro de casa, e o cheiro insuportável, fora o risco de doenças. Nós ligamos para a Sabesp e não tivemos retorno”.

Segundo ele, o problema não foi solucionado apesar de ligar, e, posteriormente, ir pessoalmente à base da Sabesp na cidade. Após esta segunda tentativa, ele afirma que a companhia mandou um caminhão inadequado para o desentupimento da rede, utilizando uma mangueira de água. O problema só seria solucionado com um caminhão vindo de Guarujá, entretanto, o veículo não foi encaminhado.

Os vizinhos também reclamam da falta de soluções ao esgoto entupido no bairro, como a dona de casa Elizabete Conceição: “A gente quer providências deles. Está sendo um descaso, porque desde sexta-feira [25] nós ligamos e eles não resolvem nada”. A aposentada Laura Paixão dos Santos compartilha a indignação: “A gente já não tem uma vida boa, ainda mais com cheiro de esgoto, piorou”.

De acordo com os moradores, além da rede de esgoto, as bocas de lobo e bueiros também estão entupidas e com lixo. A reportagem constatou que um caminhão da Sabesp foi ao local durante a entrevista, porém, não iniciou nenhum trabalho. Em resposta por e-mail, a companhia informou que “já vem realizando obras para regularizar o sistema de esgotamento sanitário que atende a rua Francisco Pinto. Diante da solicitação, uma equipe técnica que trabalhava no local esteve na residência de número 2.325 para prestar esclarecimentos ao morador”. Além disso, ressaltou que “lamenta os transtornos e esclarece que se mantém à disposição durante 24 horas na Central de Atendimento Telefônico 0800 055 0195. A ligação é gratuita”.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!