CHOCANTE

Avô é condenado a 12 anos de prisão por estuprar neta enquanto avó dormia ao lado

Crime ocorreu em Praia Grande, em 2011 e juiz entendeu que todos os relatos da vítima apresentam coerência sobre o abuso sofrido

Da redação
Publicado em 23/06/2023, às 09h09 - Atualizado às 11h01

FacebookTwitterWhatsApp
Reprodução
Reprodução

Um idoso de 72 anos foi condenado a mais de 12 anos de prisão por estuprar a neta em Praia Grande em 2011. A vítima, que na época tinha 14 anos, foi molestada enquanto dormia entre o avô e a avó. O juiz Vinicius de Toledo Piza, da 1º Vara Criminal da Comarca de Praia Grande, foi responsável pela decisão.

De acordo com  a sentença, o crime aconteceu em julho de 2011, no bairro Tupi. A jovem, em relato, declarou aos oficiais que o idoso tocou suas partes intimas por baixo da camisola e da calcinha, e que no dia seguinte pediu desculpas e tentou conquistá-la com presentes.

NOVIDADE! O Costa Norte tem uma comunidade no WhatsApp! Clique para fazer parte 🔗 https://bit.ly/ComunidadeCostaNorte

O juiz declara que todos os relatos da vítima apresentam coerência sobre o abuso sofrido, não existindo indícios de que o depoimento é fruto de invenção. A defesa do acusado pontuou que o relato da jovem era uma invenção e um complô dela e dos pais que, de forma gratuita, queriam prejudicar o avô por meio de uma acusação, porém, o magistrado não achou provas que apontassem nessa direção.

O advogado do acusado, Eugênio Malavasi, afirmou ao portal g1 que a sentença contraria as evidencias do processo e que irá recorrer atacando os fundamentos da condenação.

𝗦𝗶𝗴𝗮 𝗼 𝗖𝗼𝘀𝘁𝗮 𝗡𝗼𝗿𝘁𝗲 𝗲𝗺 𝘁𝗼𝗱𝗮𝘀 𝗮𝘀 𝗽𝗹𝗮𝘁𝗮𝗳𝗼𝗿𝗺𝗮𝘀 🔗 https://linktr.ee/costanorteoficial

O caso

A vítima afirmou aos oficiais que tinha o costume de dormir na cama dos avós. De acordo com a jovem, a avó havia dormido e o avô ficou assistindo TV. Ela ainda declara que demorou para contar sobre o crime para a família por medo, pois o acusado teria ameaçado matar o pai dela. O idoso nega o crime e relata ter problemas pessoais com o pai da jovem, seu genro, que supostamente teria armado essa acusação.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!