Nova sede da prefeitura será construída no centro da cidade

manolo
Publicado em 08/12/2017, às 11h36 - Atualizado em 23/08/2020, às 16h16

FacebookTwitterWhatsApp
manolo
manolo
O futuro paço municipal dará melhores condições de trabalho aos servidores municipais, e o térreo abrigará setor de serviços

Bruna Vieira – Agência Gentecom

O anúncio da nova sede da prefeitura, feito em primeira mão ao Jornal Costa Norte, ocorreu após reunião do prefeito José Pereira Aguilar Júnior, na tarde de quinta-feira, 7, com os secretários municipais de Obras Leandro Borella Barbosa, de Planejamento Márcio Jorge Pereira e diretores das pastas, para debater quantos servidores públicos o novo prédio, no centro de Caraguá, deverá abrigar. Atualmente, a prefeitura gasta R$ 160 mil por mês com imóveis alugados para diversas secretarias, o que preocupa Aguilar: “Se conseguirmos colocar 70% das secretarias municipais no prédio, já economizaria bastante. Temos também secretarias com prédios próprios, como a de Educação, Turismo, Sepedi, e estas permaneceriam no mesmo local”. Questionado sobre o motivo de não construir o novo prédio para próximo do Serramar Shopping, como há anos se fala na cidade, Aguilar Jr. disse que não achou nenhum documento da possível doação de terreno perto do local e justificou a opção pelo centro: “A gente pensa na mobilidade urbana, no grande centro da cidade, nos comerciantes desta região que vivem, em grande parte, das vendas feitas aos servidores municipais. E construir a nova sede da prefeitura de Caraguá, no centro, vai valorizar ainda mais o comércio tradicional da cidade”. Aguilar Jr. não quis revelar o local exato do novo empreendimento, cujo projeto ainda está em fase de estudo. “Não temos projeto definido, nem prazo para iniciar as obras. Mas eu quero trabalhar muito lá ainda”, revela o prefeito, que tem vontade de iniciar o novo prédio em 2018 e concluir a obra até o final de 2020, antes do término da sua gestão. Aguilar Jr. disse: “O que fizemos até agora foi encomendar um estudo à Secretaria de Planejamento, que identificou a real necessidade de cada secretaria e o número de servidores que deverá trabalhar no novo prédio. Isto tudo em consonância com a nova reforma administrativa que vamos propor o ano que vem, pois têm secretarias com três diretorias, que poderemos aumentar para quatro diretorias. Por outro lado, há secretarias com dez diretorias, que vamos enxugar. O projeto de reestruturação administrativa da prefeitura, vamos enviar à Câmara o ano que vem. Mas, na obra, já estamos prevendo esta reestruturação”.

Foto BrunaVieira Caraguá

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!