‘Ilhabela no Mapa da História’ é a nova exposição na Praia Grande

Costa Norte
Publicado em 06/09/2012, às 16h40 - Atualizado em 24/08/2020, às 01h07

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Recentes pesquisas realizadas pela arqueóloga Cintia Bendazzoli, que coordena o ‘Projeto de Gestão e Diagnóstico Arqueológico de Ilhabela’, por meio do Ihgai (Instituto Histórico Geográfico e Arqueológico de Ilhabela), resultaram na localização de antigos mapas que retratam Ilhabela entre os anos de 1631 e 1897. A maior parte dos mapas encontrados - manuscritos em nanquim, alguns aquarelados ou coloridos – é formada por documentos cartográficos importantes que retratam a evolução da cartografia colonial brasileira paralela ao desenvolvimento de técnicas cada vez mais aprimoradas de medição e desenho.

Um dos mapas antigos, de 1764, produzido por Jacques Nicolas Bellin

Intuito A maioria ainda não era conhecida do grande público e segundo a arqueóloga, esta foi uma das razões para que a nova exposição fosse produzida. “Nosso intuito é levar ao conhecimento à população e aos visitantes desse lindo arquipélago e mostrar que nem sempre ele foi retratado com a precisão que existe nos dias de hoje”, conta. Mal definidos A arqueóloga explica ainda que o visitante verá que alguns dos mapas antigos apresentam desenhos pouco precisos e contornos mal definidos devido à dificuldade de medição do território insular, agravada pela menor precisão dos instrumentos antigos. A mostra traz o modo como Ilhabela era retratada nos séculos XVII, XVIII e XIX e como eram aludidas nos mapas antigos as principais áreas de povoados, vilas ou construções importantes para a época. Ocupação Os mapas presentes na mostra também retratam a crescente ocupação do arquipélago, com o estabelecimento dos primeiros bairros e estradas que cruzaram a Ilha de São Sebastião. Serviço: Mostra: ‘Ilhabela no Mapa da História’ Local: Centro Cultural e Educacional Prefeito Roberto Fazzini (av. Riachuelo, 1929, Praia Grande) Dias: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!