Reaproveitados, pneus viram brinquedos

Costa Norte
Publicado em 24/10/2014, às 12h20 - Atualizado em 24/08/2020, às 01h36

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Professores confeccionaram 64 brinquedos

O projeto Brincando com Equilíbrio, vencedor do Prêmio Educador, em 2013, que consiste na produção de brinquedos por meio do reaproveitamento de pneus, agora faz parte de 19 unidades municipais de ensino. Feitos basicamente de pneus, madeira e etil vinil acetato (EVA), os brinquedos contemplarão cada escola com dois carrinhos e duas pranchas. Na quinta-feira, 23, na Escola Municipal Professora Maria Regina dos Santos Claro, no Jardim Conceiçãozinha, os professores de educação física colocaram a mão na massa e construíram 64 brinquedos. De acordo com Cátia de Souza Silva, coordenadora de projetos e programas da Diretoria de Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação, “a iniciativa de ampliar o projeto surgiu com os encontros mensais realizados pela Seduc, envolvendo os professores”. Ela ainda explicou que os brinquedos pedagógicos fazem parte de uma educação diferenciada, na qual os alunos trabalham a coordenação motora de uma maneira divertida. O inventor dos carrinhos de pneus e das pranchas de madeiras revestidas com EVA é o professor de educação física Valdemir Genuíno da Silva, conhecido como Branco. Ele conta que a ideia veio de uma vontade sua de inovar. O professor resolveu criar um carrinho de bate-bate feito com pneus, já que o material velho é geralmente descartado em locais inadequados. “Resolvemos criar um brinquedo que se torna sustentável. O pneu tem a função de proteger a criança e a criatividade vai além, virando um caiaque, ou um stand up paddle”. O professor disse ainda que, com o carrinho, o aluno fica em pé desenvolvendo o movimento da lateralidade e o equilíbrio, que gera a concentração. E dentro da sala de aula, a criança terá mais facilidade de prestar atenção nas aulas. Já as pranchas, no formato de skate, têm a intenção de trabalhar a remada. “O aluno fica deitado e rema como se estivesse em uma prancha de surfe. Adquirindo a prática, os professores podem organizar competições de remada, influenciando no aprendizado de regras”, disse Branco.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!