Emílio Ribas ganha sua 1ª ‘filial’, no Guarujá

Costa Norte
Publicado em 23/12/2011, às 15h30 - Atualizado em 23/08/2020, às 13h31

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Por Ana Cláudia Gomes

A 1ª ‘filial’ do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, situado na capital e que é referência do Estado em tratamento de doenças infectocontagiosas, foi inaugurada em Guarujá, nesta sexta-feira (29). O governador Geraldo Alckmin (PSDB) participou da entrega dos primeiros 10 leitos e do serviço de telemedicina. A previsão é que a unidade, que funciona no antigo prédio do hospital Ana Parteira, no Pae Cará, distrito de Vicente de Carvalho, esteja em completo funcionamento em março de 2012.

Inicialmente, 40 profissionais atuam no local. Para a fase inicial, foram investidos cerca de R$ 8,5 milhões em obras e equipamentos.

Quando estiver operando em plena capacidade, o novo hospital estadual contará com 54 leitos de internação para realizar até 15 mil internações anuais. No total, serão 200 funcionários entre médicos, profissionais de saúde e administrativo.

Leitos abertos

Dos 10 leitos abertos nesta sexta (29), 3 são para terapia intensiva, para suporte referenciado de pacientes encaminhados por outros serviços de saúde da região para o cuidado de diferentes doenças infecciosas como leptospirose, doença meningocócica, salmonela, conjuntivite, hepatites e quadros mais graves de dengue. Inicialmente, 40 profissionais estarão atuando no instituto.

Exames

Cerca de 10 mil exames laboratoriais também serão oferecidos pelo hospital de forma referenciada a outras unidades de saúde nesta 1ª etapa."A Baixada Santista está sendo a primeira referência fora de São Paulo em moléstias infecciosas e a primeira, fora de São Paulo, da rede paulista de combate ao câncer, referência do Icesp. Com isso, a região vai ganhando uma autonomia de resolutividade, de alta complexidade para casos importantes", ressaltou o governador.

Custeio e gestão

A unidade terá custeio anual de R$ 33,6 milhões pela Secretaria de Estado da Saúde, com gestão do Instituto de Infectologia Emílio Ribas de SP e convênio para gerenciamento de recursos humanos com a Fundação Zerbini.

Centenária "A Baixada Santista vive um momento histórico, pois uma instituição centenária de saúde vai compartilhar toda a sua experiência no combate e tratamento das doenças infecciosas. Esse importante investimento resultará em um expressivo impacto no perfil das principais endemias atendidas na região", disse o coordenador da Agência de Saúde da Baixada e diretor do Instituto Emílio Ribas, da capital, o médico David Uip.

Telemedicina O Emílio Ribas Guarujá também contará, desde já, com um serviço de Telemedicina que será coordenado pela Faculdade de Medicina da USP. O recurso online será utilizado para a realização de aulas, treinamento de processos e fluxos, e será um dos principais instrumentos para a extensão da experiência médica do Emílio Ribas de SP a ser aplicada na ‘filial’ do Guarujá. A previsão é que o serviço de telemedicina tenha capacidade plena de operação ainda no 1º trimestre de 2012.

Em plena capacidade, hospital contará com 54 leitos de internação para realizar até 15 mil internações anuais

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!