CARTEIRA DE IDENTIFICAÇÃO

Caraguatatuba inicia cadastro de pacientes com fibromialgia

Cadastro servirá para emissão de carteira de identificação; documento não dará direito a atendimento prioritário a pessoa com deficiência ou idoso

Estéfani Braz
Publicado em 19/06/2024, às 21h04 - Atualizado às 21h19

FacebookTwitterWhatsApp
Fibromialgia causa dores crônicas e tem difícil diagnóstico - Reprodução/Internet
Fibromialgia causa dores crônicas e tem difícil diagnóstico - Reprodução/Internet

Considerada uma doença de difícil diagnóstico, a fibromialgia é uma condição que causa dor crônica muscular generalizada e afeta a qualidade de vida dos pacientes com a perda de sono, fadiga e distúrbios de humor. Apesar disso, ainda é uma doença na qual os pacientes sofrem com a descredibilização.

Em Caraguatatuba, no litoral norte, a prefeitura iniciou nesta quarta-feira (19), o cadastro para emissão da Carteira de Identificação da pessoa com fibromialgia pelo aplicativo 156.

Siga o Costa Norte no WhatsApp e receba as principais notícias do litoral de São Paulo

O documento será fornecido gratuitamente e de forma digital. Para se cadastrar, é necessário que o paciente anexe documentos como certidão de nascimento ou documento de identidade, CPF, cartão SUS, comprovante de endereço atualizado e de exames médicos e de seus respectivos laudos e/ou dados clínicos fornecidos pelo médico reumatologista. 

Uma comissão da Secretaria de Saúde irá avaliar caso a caso em um prazo de 15 dias. O paciente será avisado por meio de push do aplicativo. A emissão da Carteira não garante prioridade em atendimento como uma pessoa com deficiência ou idoso.

O documento tem como base a Lei Municipal nº 2.655, de 3 de junho de 2023, de acordo com a Lei Federal nº 14.705, de 25 de outubro de 2023.

*Com informações do site oficial da prefeitura de Caraguatatuba.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!