MUNDO ANIMAL

Onça-parda ameaçada de extinção é avistada em parque de Bertioga (SP)

Animal caminhava em seu habitat quando foi filmado por câmeras-trap, do Parque Estadual Serra do Mar, em Bertioga

Lenildo Silva
Publicado em 10/06/2024, às 10h08 - Atualizado às 10h52

FacebookTwitterWhatsApp
Onça-parda – Puma concolor avistada em Bertioga - Foto: Pesm-Bertioga
Onça-parda – Puma concolor avistada em Bertioga - Foto: Pesm-Bertioga

Uma onça-parda (Puma concolor), popularmente conhecida como onça caramelo, e predador de topo da cadeia alimentar na Mata Atlântica, foi flagrada por câmeras-trap, enquanto passeava em seu habitat, no Parque Estadual Serra do Mar (Pesm), núcleo de Bertioga, no litoral de São Paulo. As imagens foram capturadas em abril deste ano, pelo programa de Monitoramento da Biodiversidade de São Paulo, responsável pela vigilância da fauna nos Parques da Restinga e Serra do Mar, e divulgadas no fim de semana pelo Pesm Bertioga.

Segundo informou a Fundação Florestal à reportagem, a vez anterior em que o animal havia sido visto pelo programa foi há cinco meses, em novembro de 2023, e, desde janeiro deste ano, já foram registradas 27 espécies de diferentes mamíferos nativos do bioma Mata Atlântica, no Núcleo Bertioga do Parque Estadual Serra do Mar.

Ainda de acordo com a fundação, a Mata Atlântica abriga uma ampla gama de espécies de mamíferos de médio e grande portes. Recentes estudos destacam a presença significativa de três espécies-alvo: a anta (Tapirus terrestris), o queixada (Tayassu pecari) e a própria onça-parda (Puma concolor).

Onça-parda

Onça-Parda – Puma concolor (Foto: Fausto Pires de Campos)
Onça-Parda – Puma concolor - Foto: Fausto Pires de Campos

A onça-parda, também conhecida no Brasil como suçuarana ou leão-baio, é um mamífero carnívoro pertencente à família dos felídeos e ao gênero Puma. Originalmente classificada no gênero Felis, estudos genéticos revelaram sua proximidade evolutiva com a chita e o gato-mourisco.

De acordo com estudos da World Wide Fund for Nature (WWF), ou Fundo Mundial para a Natureza, em português, as principais ameaças atuais para a espécie são: a supressão e fragmentação de habitat devido à expansão agropecuária, e à mineração, além da exploração de madeira para carvão.

Câmeras-trap

anta (Tapirus terrestris)
Anta é um dos animais registrados pelas câmeras-trap do programa de Monitoramento da Biodiversidade de São Paulo - Arquivo Fundação Florestal

As câmeras-trap ficam camufladas em árvores e são ativadas por meio de um sensor de movimento. Elas permitem a captura de fotos e vídeos dos animais em seu comportamento natural, sem interferência humana, para abastecer de dados os estudos ecológicos e biológicos. 

Lenildo Silva

Lenildo Silva

Cursa jornalismo na Faculdade Estácio

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!