STF

Sara Winter é transferida para presidio feminino em Brasília

Ativista dividirá cela com outra integrante do grupo "300 do Brasil"

Da Redação
Publicado em 18/06/2020, às 08h55 - Atualizado em 24/08/2020, às 07h59

FacebookTwitterWhatsApp
Reprodução/Internet
Reprodução/Internet

A ativista Sara Fernanda Giromini, ou mais conhecida como Sara Winter, foi transferida, nesta quarta-feira, 17, para o presídio feminino de Colmeia, em Brasília.

De acordo com o advogado de Sara, ela dividirá a cela com outra integrante do grupo "300 do Brasil", Érica Viana, alvo do mesmo inquérito que serviu como base para a detenção de Sara Winter.

Presa pela Polícia Federal na manhã desta segunda-feira, a mando do ministro do STF Alexandre de Moraes, Sara Giromini é alvo de investigações que apuram o financiamento de manifestações com pautas antidemocráticas.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!