Reformar estaleiro é objetivo da Z-23 com arrecadação da Festa do Camarão na Moranga

Costa Norte
Publicado em 11/08/2012, às 04h46 - Atualizado em 24/08/2020, às 01h06

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
O presidente da Colônia de Pescadores Z-23, João do Espírito Santo

Por Maria Paula

Para a 19 edição da Festa do Camarão na Moranga, de Bertioga, que prossegue até 09 de setembro, a expectativa é servir aproximadamente 1,5 morangas recheadas com camarões rosa e sete barbas, o principal prato da festa. O presidente da Colônia de Pescadores Z-23, João do Espírito Santo pretende investir todo o dinheiro arrecadado na reforma do estaleiro localizado na Praça do Sol, no rio Itapanhaú.

Segundo ele, a atual rampa do estaleiro consegue atender apenas 10% da demanda por conta da má condição atual. Diante dessa situação, os pescadores precisam se deslocar até o Guarujá para fazer a manutenção dos barcos e acabam perdendo tempo e dinheiro. A manutenção dos barcos ocorre a cada oito meses, segundo o presidente.

Parceria

Espírito Santo disse que já conseguiu um licenciamento para a reforma do estaleiro e que uma parceria está sendo firmada com a prefeitura de Bertioga. Nesta parceria, a prefeitura entra com o maquinário apropriado e a Z-23 entra com a mão-de-obra e material.

Criação de peixes

O presidente também informou que o terreno ao lado do estaleiro pertence à Colônia. Para o local existe um projeto da Z-23, destinado a implantação de um laboratório, onde a criação de peixes é o objetivo. “Com a reforma do estaleiro poderemos aumentar o número de sócios da Colônia e os principais beneficiados serão os próprios pescadores”, ressalta o presidente, confiante na arrecadação da festa.

Público

De sexta-feira a domingo, de acordo com a direção da Colônia, foram consumidas 250 morangas, entre simples e especial, além de outros 50 pratos individuais, com o registro de, 2,5 mil pessoas, entre munícipes e turistas, presentes na estrutura que sedia a festividade.

A novidade este ano foi o preço promocional que acontece somente às sextas-feiras, ou seja, o prato principal custa R$ 85 e o simples R$ 70.

Suculento

Vale lembrar que o evento acontece na Praia da Enseada, centro, e é aberto nos fins de semana, a partir de sexta para o jantar e vai até domingo à noite. João do Espírito Santo acredita que até o final da festa, mais de 15 mil pessoas visitem o evento e saboreiem este que é um dos mais suculentos pratos da autentica culinária caiçara. “Esperamos um público ainda maior neste fim de semana, afinal, domingo [11], comemoramos o Dia dos Pais. Nossa festa é uma grande oportunidade para a confraternização familiar”, convidou o presidente da Z-23.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!