Orlandini apresenta reivindicações para a Sabesp

Costa Norte
Publicado em 10/01/2014, às 17h47 - Atualizado em 24/08/2020, às 01h26

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Prefeito foi recebido por Dilma Pena, na sede da Sabes, em Santos

Durante o período de Réveillon deste ano, cerca de 420 mil pessoas, 35% a mais do que no mesmo período do ano passado, estiveram em Bertioga. O aumento da população nesse período provocou um consumo elevado de água, e o abastecimento foi prejudicado em alguns bairros da cidade. Mesmo reconhecendo os números como uma possível justificativa para a falta de água, o prefeito de Bertioga Mauro Orlandini reuniu-se com a presidente da Sabesp Dilma Pena, na quinta-feira (9), para cobrar medidas que possam minimizar o problema, principalmente, durante o período de Carnaval, quando o aumento da população flutuante deve se repetir. Orlandini considerou o encontro positivo e recebeu o compromisso de Dilma de que a Sabesp vai ampliar o sistema de reservação de Bertioga. Segundo a presidente da empresa, cinco reservatórios já estão licitados, sendo que dois deles serão disponibilizados em março e o restante, ainda no primeiro semestre deste ano, com capacidades entre 3,5 milhões de litros e 5 milhões de litros. Além disso, Orlandini apresentou sugestões que foram acatadas por Dilma e os técnicos da estatal. Uma delas foi disponibilizar o maior número possível de caminhões-pipa para a população durante o período de Carnaval, como forma de prevenir a falta de abastecimento. “Acompanhei de perto o esforço dos técnicos da Sabesp de Bertioga para resolver os problemas durante este final de ano e gostaria de antecipar uma solução, caso ocorra problema semelhante. A população não pode ficar sem abastecimento”, ponderou o prefeito. Dilma Pena reconheceu o atraso na entrega de novos reservatórios. “Deveriam ter ficado pronto neste verão, tivemos problema com a importação, porque esses reservatórios são importados. Tenho que ser franca com a população de Bertioga, tivemos esses problemas que não conseguimos contornar”, justificou a presidente, que completou: “Durante esta reunião, o prefeito nos apresentou sugestões para resolver o problema que são plenamente possíveis de serem atendidas”. Novas responsabilidades Uma das sugestões apresentadas pelo prefeito passa por uma solução individual de cada proprietário de imóvel em Bertioga. A proposta é alterar o Código Posturas do município no que diz respeito à reservação de água, determinando a necessidade de as obras implantarem a coleta de água da chuva, além de aumentarem seus reservatórios, já prevendo períodos de maior demanda. Os edifícios também deverão disponibilizar bombas de pressurização para abastecer as caixas d´água superiores. Outra proposta apresentada pelo prefeito trata dos imóveis alugados para temporada, e que recebem um número muito superior de ocupantes do que a sua capacidade. Para o prefeito, é preciso criar regras para disciplinar o uso destes imóveis por veranistas. “Temos que estabelecer sanções no Código de Posturas para proprietários que projetam casas para seis pessoas e alugam para 50 e acabam prejudicando a cidade”. Para a presidente da Sabesp, a sugestão de Orlandini é muito importante, não somente para Bertioga, mas deveria ser considerada para todos os municípios do litoral. “As cidades de praia deveriam ter um código de obras que obrigue os proprietários a terem reservação adequada, equipamentos hidráulicos revisados e em pleno funcionamento. Os prefeitos têm que ter consciência como o Orlandini está tendo”. A Sabesp vai disponibilizar técnicos da empresa para que prestem assessoria técnica para a elaboração de uma nova legislação visando a alteração do Código de Posturas. “Vamos tomar uma atitude direta em todas as obras da prefeitura. Esse é um compromisso que tem que partir da municipalidade, fazendo a revisão nos equipamentos públicos, passando para a comunidade a responsabilidade ambiental sobre o uso da água”. Esgoto

A presidente da Sabesp ainda atendeu solicitação do prefeito de Bertioga para agilizar os projetos executados para implantação do sistema de tratamento de esgoto do Jardim Rio da Praia e Mangue Seco, objetivando a posterior pavimentação das ruas dos bairros.

Dilma também determinou a utilização de gerador para o imediato funcionamento da estação de tratamento de esgoto do bairro Maitinga – para atender a rede já implantada - que ainda não estava em funcionamento devido à falta de energia elétrica.

Orlandini solicitou à presidente da Sabesp reforçar o Projeto Caça-Esgoto, para que sejam detectadas ligações irregulares nas edificações nos períodos de maior uso das residências, como a temporada de verão. Durante a reunião, também foi informado que em Bertioga já está em andamento o projeto Se Liga na Rede, no qual o Governo do Estado subsidia as ligações de esgoto residenciais para famílias com renda de até três salários mínimos.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!