Moradores da Vista Linda reivindicam faixa de pedestres na Anchieta

Costa Norte
Publicado em 05/12/2014, às 15h36 - Atualizado em 23/08/2020, às 14h28

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Salvatore Sulcere, Marcia Dias e José Candido da Silva cobram segurança na via

Por Mayumi Kitamura

Moradores da Vista Linda reivindicam a pintura de faixas de pedestres nas áreas de travessia da avenida Anchieta, próximo a uma de suas ruas principais, a Nicolau Miguel Obeide. De acordo com os reclamantes, os locais são de grande movimentação no bairro, e a falta de faixas de pedestres coloca em risco, inclusive, a vida dos alunos da escola municipal, que transitam pelo local. Uma das pessoas que quase sofreu um acidente ao atravessar de bicicleta pelo local é Salvatore Sulcere, imigrante residente no Brasil desde 1953, mas que se considera nativo. “Anteontem, eu estava de bicicleta e pensei que dava para passar, mas o carro veio e eu brequei; tombei com a bicicleta e o cara foi embora, e eu não tinha como reclamar, porque não havia faixa. Como é que a gente tem segurança?”. Proprietária de uma pousada no bairro, Marcia Dias disse ter presenciado várias situações semelhantes no local onde, segundo ela, já ocorreu um atropelamento, daí a reivindicação dos moradores. Um dos representantes do bairro, o comerciante José Candido da Silva, o Alemão, comentou que busca uma solução para o problema desde a finalização das últimas obras neste trecho da avenida Anchieta. Ele disse: “Já se falou diversas vezes com a prefeitura, mas até agora não saiu nada”. Ele afirma ter procurado a Secretaria de Obras e a Diretoria de Trânsito, que passam a questão uma para a outra. Ele foi informado que é necessário um projeto para a pintura das faixas. A prefeitura informou que a Diretoria de Trânsito “está aguardando o material para efetuar todos os reparos de pintura de faixas nas vias da cidade, inclusive a faixa de pedestre solicitada pelo munícipe”. Quem tiver qualquer solicitação referente ao trânsito, deve entrar em contato com a diretoria pelo telefone (13) 3319 9200.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!