Manoel Gajo: moradores imploram por melhorias

Costa Norte
Publicado em 12/01/2017, às 12h37 - Atualizado em 23/08/2020, às 15h46

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Foto: Robi Gonçalves/ Via WhatsApp

Marina Aguiar

Os buracos e a lama na rua Manoel Gajo, no trecho entre a rodovia Rio-Santos e o porto de Itatinga, no Jardim Vicente de Carvalho, em Bertioga, são as principais queixas de quem passa por lá. Nesta semana vários moradores entraram em contato com a redação do Jornal Costa Norte e enviaram fotos para mostrar a situação problemática em que vivem.

O vigilante Robi Gonçalves Pereira passa pelo local todos os dias e reclama do descaso. "Tem muito buraco e quando chove piora. Tem um posto de saúde e uma creche por ali; muitas crianças ficam expostas a essa situação", criticou. Pereira também contou que, recentemente, foi colocado um colchão antigo no meio da rua para auxiliar a travessia de pedestres.

Já o auxiliar administrativo José Alves da Silva passou por uma situação degradante na segunda-feira, 9. "Eu saí do trabalho às 16h30, bem na hora da chuva e um carro passou rápido na rua, me molhando inteiro. Fico triste por que pago impostos", lamentou.

Silva informou que o maior problema da rua é no final, próximo ao porto de Itatinga. "No início, próximo à Rio-Santos, o pessoal de um aterro costuma jogar terra. Mas é só na primeira quadra", disse.

A professora Sandra Regina Faria Curcci reclama de outro trecho da via: entre a avenida Anchieta e a rua João Ramalho, que está em obras há muitos meses. "Eu passo de carro, mas o meu veículo está cheio de água nas portas, de tanto passar por poça d'água", informou a moradora da rua Procópio Ferreira.

Longa data

O transtorno vivido pelos moradores é antigo. Em março de 2014, eles relataram o mesmo caso ao Jornal Costa Norte. E em fevereiro de 2015, fizeram uma manifestação colocando fogo em pneus no meio da via citada. Na ocasião, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados para conter o fogo e os ânimos da população. Todos foram levados para uma reunião com o secretário de Serviços Urbanos, na época Roberto Tadeu Julião. Uma máquina foi encaminhada ao local para direcionar a água da chuva, mas o problema continuou.

Questionamos a prefeitura sobre a manutenção da via e a previsão de revitalização, mas até o fechamento desta matéria não obtivemos resposta. Porém, a assessoria de imprensa soltou uma nota à imprensa onde informa que o prefeito Caio Matheus esteve esta semana em reunião com o chefe da Casa Civil do governo do Estado, Samuel Moreira, para o qual, dentre outras demandas, solicitou recurso para obras de urbanização nas ruas Epifânio Batista e Manoel Gajo, ambas no Jardim Vicente de Carvalho.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!