Intriga familiar leva irmão a matar o outro na Vista Linda

Costa Norte
Publicado em 01/09/2012, às 05h14 - Atualizado em 24/08/2020, às 01h07

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Por Maria Paula

Um assassinato entre dois irmãos chocou os moradores da Vista Linda, em Bertioga, na manhã desta terça-feira (28). A vítima, Devid Eduardo da Silva, de 32 anos, foi morta a golpes de faca, num ponto de ônibus, pelo próprio irmão, P.F.S., 30, que está foragido. A suspeita para a motivação do crime seria uma intriga familiar. Um dos golpes da arma branca foi certeiro e atingiu o coração de Devid, que morreu devido a hemorragia, ainda no local do crime, na rodovia Rio-Santos (SP-55), altura do bairro onde morava, a própria Vista Linda. Ele trabalhava no ramo da Construção Civil e deixou esposa e um filho de três anos.

Vítima Devid Eduardo da Silva, de 32 anos, trabalhava na Construção Civil

Testemunhas De acordo com uma testemunha que presenciou o ocorrido e não quis se identificar, a vítima, já esfaqueada, ainda disse para o irmão: “Vai, mete a faca. Você não falou que queria me matar?”. Na seqüência e, com a faca na mão, o acusado pegou a sua mochila que estava no chão e fugiu. Outras testemunhas que assistiam ao falecimento de Devid acionaram para a PM (Polícia Militar). O corpo foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal), de Guarujá.

Desentendimento Na Delegacia de Polícia de Bertioga, onde foi instaurado o inquérito para averiguação do homicídio, uma das irmãs da vítima e do acusado, J.J.S., de 37 anos, foi uma das testemunhas a prestar depoimento. Segundo ela, o irmão assassinado vinha sofrendo com intrigas provocadas por P.F.S., o acusado. Ela afirmou que P.F.S. falaria inverdades da esposa de Devid e essas intrigas dentro da própria família teriam dado início a um desentendimento entre os dois. J.J.S. também contou que na manhã que antecedeu o crime (27), por volta das 6h30, Devid saiu de casa para conversar com o irmão, que trabalha numa coletora de lixo da cidade. J.J.S. ainda afirmou ser a filha mais velha da família de nove irmãos, sendo oito do mesmo pai, já falecido. Ela relatou que Devid morava em Porto Alegre (RS) e que há três meses retornou à Bertioga porque desejava ficar mais perto da mãe.

Em defesa A esposa do acusado, que também prestou depoimento, não quis falar com a Imprensa, mas afirmou, dentro do plantão da Delegacia que o seu marido P.F.S. agiu em legítima defesa.

No aguardo O delegado José Aparecido Cardia, que registrou a ocorrência afirmou que a polícia está no encalço do acusado. Segundo ele, a família da vítima admitiu a existência de uma desavença entre os irmãos. “Em tese está se administrando quais os motivos que levaram um irmão a matar o outro, entretanto, como todo mundo tem direito a defesa, estamos aguardando a vinda do agressor até essa unidade para que ele dê a sua versão sobre os fatos”, finalizou Cardia.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!