Instituto Corpore mantém funcionários na primeira semana de atuação

Costa Norte
Publicado em 05/09/2014, às 15h03 - Atualizado em 24/08/2020, às 01h35

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte
Gerente regional Nelson Martins confirmou o corte de cem pessoas

Por Marina Aguiar

O Instituto Corpore, que assumiu a gestão do Hospital Bertioga no lugar da Fundação ABC, teve o seu primeiro dia de trabalho na segunda-feira, 1. De acordo com o gerente regional Nelson Martins, por enquanto, os funcionários do quadro médico serão mantidos, mas na quarta-feira, haverá uma reunião para realizar o corte previsto, que pode chegar a 100 pessoas. Na empresa há três anos, o gerente afirmou que o número ainda não foi acertado pelo Instituto, nem pela Secretaria de Saúde. Ele disse: “Ainda não houve nenhuma diminuição. Apenas depois de um estudo profundo do Instituto, é que haverá um corte. Restará em torno de 250 pessoas”. O gerente também destacou a preocupação em haver o mínimo de cortes, principalmente na área operacional. A empresa ainda está em fase de revisão de colaboradores e contratos da antiga gestora. O procedimento será necessário para reduzir os gastos do orçamento municipal. De acordo com o secretário de Saúde Manoel Prieto Alvarez, os cofres públicos economizarão R$ 9 milhões com o Instituto Corpore. Parte da economia está relacionada à demissão do quadro administrativo da Fundação ABC. Apenas dois funcionários foram mantidos. Martins afirmou que, na atual gestão, a tecnologia será usada a favor da saúde. “Com a informatização dos dados de pacientes, não precisaremos de tantas pessoas trabalhando”, afirmou o gerente. A empresa O Instituto Corpore está desde 2005 no mercado de trabalho e desenvolve projetos nas áreas de educação, meio ambiente e saúde. Com sede em Matinhos (PR), a empresa atua nos estados do Paraná e São Paulo. Na região, Guarujá e Caraguatatuba recebem serviços de saúde prestados pelo Instituto.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!