“É preciso pensar no impacto social”, diz vereador sobre embargo em área da Riviera

Costa Norte
Publicado em 10/12/2011, às 05h50 - Atualizado em 24/08/2020, às 00h53

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Por Ana Cláudia Gomes

Os vereadores de Bertioga apresentaram requerimento durante sessão plenária desta terça-feira (06) solicitando ao Executivo cópia do trabalho apresentado pela empresa R. Amaral Associados. O documento demonstra que o município deixará de ganhar quase R$ 400 milhões em impostos, em 16 anos, caso persista o embargo de uma área na Riviera de São Lourenço, proposto em virtude de ação no MP (Ministério Público) local. A reportagem foi publicada no JCN (Jornal Costa Norte) na edição de sábado passado (03). Segundo o vereador Toninho Rodrigues Filho (DEM), o objetivo é conhecer os detalhes do documento, para, se for o caso, o Legislativo “se engajar na causa.”

Empregos O pior impacto gerado com o embargo de parte da Riviera, de acordo com o vereador, que está em sua 5ª legislatura, é social. “A questão da perda de empregos deve ser vista com prioridade. São pedreiros, carpinteiros que deixam de levar seu sustento para casa”, comentou. O documento apresentado pela R. Amaral, encomendado pela municipalidade, aponta que Bertioga perde, no período de 16 anos, em volume de empregos, valores de folha de pagamento em torno de R$ 2,6 bilhões, sendo R$ 154 milhões por ano, de massa de salário que deixa de circular.

Ciclo vicioso “Essa situação acaba provocando um ciclo vicioso na cidade. O cidadão perde o emprego, necessita de mais auxílio social da prefeitura, que, por sua vez, deixa de receber impostos. Temos que pensar em Bertioga como um todo”, disse o vereador.

Construção civil Rodrigues ainda ressaltou a importante parcela de empregos provenientes da construção civil no município. “São cerca de 65%. Os 35% restantes estão pulverizados entre a informalidade, o comércio e o serviço. Por isso, é importante a atuação do município nesse caso”.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!