Delegado titular comenta crueldade cometida pelo trio

Costa Norte
Publicado em 29/04/2011, às 15h17 - Atualizado em 23/08/2020, às 13h11

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Quanto a frieza e crueldade com que comportaram e a baixa idade dos assassinos o delegado titular, Maurício constata: “Infelizmente, quando a violência se instala, não escolhe faixa etária, então, pelo semblante deles, pela reação, pelas conversas, inclusive, em seus depoimentos no Judiciário, eles confirmam a participação e não demonstram nenhum sinal que exista algum tipo de arrependimento. Respondem e falam sobre a noite tranquilamente, sem nenhum remorço ou emoção”, assegurou o delegado.

Sem dúvidas

“Vai ser feita a justiça pela justiça. Que foram eles, não existe dúvidas, por um bom tempo eu espero que a gente fique livre das ações deles. Bertioga não merece este tipo de pessoa. Quando aconteceu, eu achei que era gente de fora, e é com muita tristeza que vejo que são pessoas daqui”, concluiu Maurício.

Segundo o delegado, o acusado maior de idade poderá ser condenado a 30 anos de detenção, por latrocínio e corrupção de menores com agravantes, devido a crueldade e o motivo torpe do crime.

Entrevista

O acusado, maior de idade, concordou em conceder entrevista ao JCN. Acompanhe:

JCN - Porque matar um jovem de 22 anos para roubar um carro e uma carteira?

Acusado - Foi decisão dos meninos [menores] matar o rapaz. Eu só estava no volante, dirigindo o carro.

JCN - Porque amarrar e torturar a vítima?

Acusado - Foi ideia dos meninos.

JCN - Se não foi você, quem atirou e qual foi a sua participação?

Acusado - Eu cheguei no carro, por trás, enquadrei e depois só dirigi o carro. Estou arrependido porque conhecia a menina também.

JCN - E agora, o que vai ser da sua vida?

Acusado - Vou cumprir pena, sair do presídio e trabalhar.

JCN - Quantos anos você acha que vai ficar na cadeia?

Acusado - < Não sei não, isto aí depende do juiz.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!