Assinados contratos para Frente de Trabalho, em Bertioga

Costa Norte
Publicado em 31/08/2012, às 11h32 - Atualizado em 23/08/2020, às 13h47

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

A assinatura dos contratos de trabalho de 212 munícipes de Bertioga, contemplados pelo Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego, o ‘Frente de Trabalho’, foi realizada nesta quinta-feira (30) pela Diretoria do Trabalho da cidade. O programa é desenvolvido pela Sert (Secretaria de Estado de Emprego e Relações do Trabalho). A solenidade ocorreu na sede do FSS (Fundo Social de Solidariedade), na Vila Itapanhaú, e contou com a presença do coordenador estadual de Políticas de Inserção no Mercado de Trabalho, Luciano Lourenço, o secretário de Assistência Social de Bertioga, Dinarte Sevilhano, a presidente do FSS, Maria Cecília Orlandini e o diretor municipal do Trabalho, Edson Pereira da Costa.

Iniciativa O coordenador estadual ressaltou que em 15 meses, 200 municípios paulistas já receberam essa iniciativa. “O programa tem por objetivo proporcionar o resgate da dignidade, um trabalho sério e comprometido de inclusão social”, afirmou. “Por meio da Frente de Trabalho todos poderão adquirir conhecimento para suas vidas”, completou o secretário Dinarte. Após a apresentação do programa, Roberto Mazzini, também representante da Sert deu orientações aos bolsistas e esclareceu as dúvidas. Ao final foram assinados os contratos de trabalho.

6h diárias Todos os bolsistas passarão por uma pré-triagem a ser realizada pelo município, para detecção de suas aptidões. Eles deverão trabalhar nos bairros onde residem, por 6h diárias, quatro dias da semana. A remuneração mensal é de R$ 300, que será creditada em conta aberta no Banco do Brasil. Os contemplados terão trabalho pelo prazo de até nove meses. Entre as atividades disponíveis para atuação estão limpeza, recepção, conservação e manutenção, entre outras, de órgãos públicos municipais.

Critérios As 212 vagas disponibilizadas para Bertioga, conforme a prefeitura informou foram preenchidas de acordo com os critérios do órgão estadual, ou seja, pessoas com maiores encargos de família, mulheres, consideradas o arrimo da família, maior tempo de desemprego, e de maior idade.

O que é A Frente de Trabalho é um programa estadual voltado ao preparo e treinamento profissional de cidadãos que estão desempregados e em situação de alta vulnerabilidade social. A ação prioriza pessoas desempregadas há, no mínimo, um ano, maiores de 17 anos e residentes há pelo menos dois anos no Estado de SP.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!