Água e esgoto são temas de reunião do Condema

Costa Norte
Publicado em 28/03/2013, às 12h27 - Atualizado em 23/08/2020, às 13h58

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Por Marina Aguiar

A nova secretária municipal de Meio Ambiente Marisa Roitman dirigiu a reunião

Problemas e soluções para o tratamento de água e esgoto em Bertioga foram destaques na reunião do Condema (Conselho de Defesa do Meio Ambiente) realizada na terça-feira (26) no Paço Municipal. A nova secretária do Meio Ambiente e presidente do Condema, Marisa Roitman, participou de sua primeira reunião e já tem conclusões sobre o município. Os problemas com rede de distribuição de água foram apontados pelo vereador Ivan de Carvalho (PSDB), criador do CAE (Conselho de Água e Esgoto). Audiências têm sido realizadas em todos os bairros da cidade. “Hoje nós temos muitas queixas sobre a falta de pressão para a distribuição de água para os reservatórios. Moradores reclamam da falta constante e da qualidade da água, que é amarelada e contém resíduos”, declara o vereador. A secretária também acolheu críticas de Ivan quanto a água que transborda dos esgotos nas vias públicas. “Peço ao Condema que participe das audiências, porque existem crimes contra o meio ambiente nessa questão de água e esgoto”, declara. Ainda segundo o vereador, o esgoto que transborda segue para rios, mares e prejudica a balneabilidade das praias. Marisa, que trabalhou durante 20 anos na Cetesb, conta que irá unir sua experiência na gestão ambiental da companhia para trazer projetos para Bertioga. “Vou focar nos assuntos relacionados ao tratamento de esgoto, melhoria e ampliação da rede coletora de esgoto em parceria com a Sabesp. Também vou trabalhar no tratamento e reserva de água potável para o município”, afirma a secretária. As reuniões do Condema ocorrem uma vez por mês com os membros e representantes de ONG e secretarias.

Operação Caça-Esgoto

Sabesp identifica interligações de águas pluviais com rede de esgoto

Na quarta-feira (27), a operação Caça-Esgoto, da Prefeitura Municipal em parceria com a Sabesp, foi iniciada em Bertioga. A região de entorno da Praça Armando Lincht, no Centro, foi a primeira a receber a iniciativa, onde representantes da Sabesp fizeram a identificação de esgotos irregulares, em que o sistema de coleta de água pluvial está interligado à rede de esgoto. A equipe está realizando um trabalho contínuo para separar as redes coletoras de esgoto, que são de responsabilidade da Sabesp, das galerias provenientes das bocas de lobo, que recebem água da chuva. Segundo Nicolas Álvares Gonzáles, gerente da Sabesp na Região Norte, quando há interligação, o esgoto que se mistura à água pluvial, que pode acabar no mar. Já a água da chuva pode entrar nas tubulações de esgoto, causando entupimento e extravasamento. Para realizar o trabalho, é feito um teste de fumaça nas poças, que são os tampões fixados em diversos pontos das ruas com rede de esgoto. A fumaça entra nas tubulações e quando sai em locais irregulares, uma equipe envia uma câmera por meio de cordas às tubulações e verifica, por um monitor, onde há fissuras. Assim que apontado o problema é acionada outra equipe para realizar o reparo das tubulações e desconectar os dois sistemas. “No caso desta rua, há fissuras, mas ainda não temos datas para a conclusão dos reparos”, explica Gonzales. Marisa Roitman acompanhou toda a operação e anuncia outros projetos em parceria com a Sabesp. “Além do caça-esgoto, temos projetos de expansão de rede coletora de esgoto e da rede de abastecimento de água”, declara a Secretária. O próximo bairro a ser identificado é Vicente de Caravalho II, ainda sem prazo para a visita.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!