Agentes de saúde vão distribuir 200 mil preservativos neste Carnaval, em Bertioga

Costa Norte
Publicado em 04/03/2011, às 12h01 - Atualizado em 23/08/2020, às 13h07

FacebookTwitterWhatsApp
Costa Norte
Costa Norte

Duzentos mil preservativos masculinos serão distribuídos pela Secretaria da Saúde de Bertioga durante os cinco dias deste Carnaval, na cidade. A informação é do coordenador do CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), Marcus Vinicius Cavini, que participou de entrevista na rádio Praia FM – 106,1, na terça-feira (1º), juntamente com o médico infectologista e diretor de Saúde do Hospital Municipal, José Ricardo Wilmers. Os agentes de Saúde irão distribuir as populares camisinhas todos os dias da folia, no período da tarde e da noite, nas bandas que circularão pelos bairros. Segundo Cavini, os quiosques de praia e algumas ONGs serão parceiras e vão colaborar com a distribuição. Os foliões também receberão ventarolas com informações sobre as formas de transmissão do vírus HIV e de outras DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis). “Utilizar a camisinha é uma questão de responsabilidade. Negocie com seu parceiro o uso”, orienta Cavini.

Transmissão “Aids não se pega com beijo, não se pega com aperto de mão ou no banco do ônibus”, detalha Wilmers. O médico reforça que o vírus HIV sobrevive dentro da célula de sangue. “No esperma e na secreção vaginal existem muitos glóbulos brancos, que podem abrigar o vírus”. Ele ainda lembra que em alguns casos pode se transmitir Aids pelo sexo oral. “Se a pessoa tiver alguma ferida na boca ou doença gengival pode haver a transmissão”, afirmou o médico, que procurou tranqüilizar os foliões: “Beijo na boca não transmite a doença.”

CTA O Ministério da Saúde mantém o programa ‘Fique Sabendo’, que consiste na realização de exames para verificação do HIV. Em Bertioga, o programa é desenvolvido pelo CTA, que garante sigilo na identificação do paciente. “Se o paciente sabe que tem o vírus, ele pode se prevenir e fazer a prevenção secundária”, alerta Cavini. Segundo Wilmers, o tratamento da doença atualmente é mais fácil e garante melhor qualidade de vida. Ele comenta que o chamado “coquetel” de remédios que antigamente era composto por 15 comprimidos, hoje conta com apenas 03. “Existem pacientes que envelhecem com HIV e adquirem outras doenças, como a hipertensão, por exemplo”. O CTA fica rua Mestre Pessoa, 1.001, e funciona das 8h às 17h. Os telefones são o 3317-3808 ou 3317-4296.

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!