Policiais civis de São Paulo e de 18 estados, participaram desde as primeiras horas desta quarta-feira (9), da Operação Luz na Infância 8, que tem como objetivo identificar autores de crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes.

Ao todo, foram cumpridos 176 mandados de busca e apreensão no Brasil, Argentina, EUA, Paraguai, Panamá e Equador.

Em São Paulo, a operação contou com a participação dos DEINTERs, do Demacro e Decap. Foram contabilizados 14 flagrantes e 15 apreensões de equipamentos e arquivos contendo pornografia infantil.

No Brasil, a operação totalizou 39 presos, além de 4 nos EUA, 4 no Paraguai e 26 na Argentina.

As penas para os crimes investigados variam de 1 a 8 anos de prisão. Quem armazena esse tipo de material pode cumprir pena de 1 a 4 anos de reclusão. Já o compartilhamento tem pena de 3 a 6 anos.Polícia Civil SP