Valor é fruto de medidas cautelares de sequestro de valores expedidas em inquéritos policiais instaurados na região de Presidente Prudente durante 2020

A Polícia Civil da região de Presidente Prudente (Deinter 8) encerra o ano de 2020 em saldo positivo, com a recuperação de altos valores em ativos de origem criminosa. Durante o ano que se encerra foram recuperados mais de R$ 8,3 milhões por meio de sequestro de bens e valores a partir de investigações desenvolvidas em inquéritos policiais que subsidiaram as operações de polícia judiciária de combate ao crime organizado na região.  A política de recuperação de ativos faz parte do enfrentamento da criminalidade organizada, em que além de esclarecer o crime, o policial civil foca na reparação do prejuízo à vítima, seja ela particular, como nos crimes patrimoniais, seja o Estado, nos casos de corrupção, em que o dinheiro é revertido à Fazenda Pública lesionada e, por consequência, retorna em benefício à população, através de benefícios em saúde, educação e segurança. 

Nos últimos anos a Polícia Civil forneceu aos seus policiais, por meio da Academia de Polícia, cursos de capacitação sobre lavagem de dinheiro, operação do Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro – LAB-LD e recuperação de ativos, o que proporcionou os resultados positivos à população da região de Presidente Prudente.  

Os valores são recuperados por meio da medida denominada sequestro de bens e valores, os quais permanecem custodiados pelo Poder Judiciário, que ao final decide o destino e os beneficiados.  

Essa metodologia de investigação criminal adotada na região alinha a Polícia Civil do Estado de São Paulo com a Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA). Polícia Civil SP