.

Destinados a abastecer diversos pontos de tráfico de drogas, mais de 631 kg de maconha foram apreendidos, na noite de segunda-feira, em Guarujá, por policiais da 2ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Entorpecentes do Deinter 6. A maior parte da droga – 596,6 kg – estava na casa de um caminhoneiro, de 49 anos. Os 35 quilos restantes foram achados no porta-malas de um veículo do suspeito.

Há aproximadamente 15 dias, a equipe apurava esquema de distribuição de maconha na Baixada Santista. Ele seria comandado por um homem conhecido por Bradock. Dono de um Megane, o suspeito utilizaria a sua residência, no Jardim Boa Esperança, em Vicente de Carvalho, para guardar grandes quantidades de entorpecentes.

Os policiais da especializada souberam que o alvo das investigações usaria o carro para realizar uma entrega de drogas no posto de combustíveis localizado na esquina das ruas Professor Idalino Pinez (do Adubo) e Orsep Bozokian, no Jardim Boa Esperança.

Desconfiado da ação dos investigadores, o homem abandonou o veículo Renault/Megane com a droga e se evadiu. Em buscas, foram encontrados 30 tijolos de maconha no porta malas do veículo.

A equipe dirigiu-se à residência do indiciado, onde foram recebidos por sua esposa. Ela franqueou a entrada dos policiais no imóvel, onde foram encontrados mais 523 tijolos de maconha no quintal, cobertos por uma lona. A mulher alegou não saber da existência da droga.

Ela foi conduzida à Delegacia de Polícia para maiores esclarecimentos e logo após, o investigado compareceu, acompanhado de seu advogado, alegando que a droga lhe pertencia e que havia sido descarregada em sua residência na última sexta-feira, quando sua esposa encontrava-se ausente.

No total foram apreendidos cerca de 632 quilos da droga. O homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Fonte: Polícia Civil SP