Na manhã desta terça-feira (17), a 1ª Delegacia de Polícia da Divisão de Investigações sobre Crimes contra a Administração, Combate à Corrupção e Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), deflagrou a 'Operação Peculatus', em cinco endereços da Capital.

A atuação de campo de polícia judiciária objetivou o cumprimento de 5 mandados de busca, emanados de investigações que apuram irregularidades na utilização de verbas públicas destinadas à ONG Associação de Auxílio Mútuo da Região Leste – Apoio e repassadas pelo FUMCAD – Fundo Municipal da Criança e do Adolescente.

O FUMCAD financia projetos que garantem os direitos das crianças e adolescentes na cidade de São Paulo, e é vinculado à Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania.

Auditoria realizada pela Controladoria Geral do Município apontou irregularidades – desvio de dinheiro público, em um dos contratos com o estabelecimento Minimercado Jardim Robru, referente à aquisição de notebooks, computadores e eletroeletrônicos, dentre outros objetos não usualmente vendidos em estabelecimentos desse porte.

Diligências de campo comprovaram que no estabelecimento não havia qualquer produto eletrônico exposto à venda.

O dono do minimercado admitiu não comercializar tais produtos, embora conste em notas fiscais. Informou ainda que prospecta tais produtos na internet e repassa o valor. Uma vez aprovado pelo cliente, recebe em torno de 30% de lucro.

Representantes de duas lojas confirmaram a emissão de notas ao Minimercado.

Foram apreendidos os documentos e aparelhos acima especificados, bem como a quantia de R$ 692.850,00.

Participaram da Operação 17 policiais civis em 6 viaturas.Polícia Civil SP