barueri

Delegacia de Defesa da Mulher de Barueri passa a funcionar 24 horas

Polícia Civil SP
22/10/2021 às 14:16.
Atualizado em 22/10/2021 às 14:22
Reprodução (Reprodução)

Reprodução (Reprodução)

Com essa unidade, o Estado de São Paulo conta com 11 DDMs com atendimento ininterrupto, sendo sete na Capital.

O governador João Doria e o secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, participaram na manhã desta sexta-feira (22), da cerimônia de inauguração do atendimento 24 horas da Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher (DDM) de Barueri.

“Vamos seguir em Defesa da Mulher. Esse é mais um passo importante dado pelo Governo de SP, pela Prefeitura de Barueri, pelas polícias Civil e Militar e pela Secretaria de Segurança Pública”, destacou Doria, que participou do evento por meio de vídeo conferência.

A unidade conta com uma equipe especializada com 23 policiais, entre delegados, escrivães, investigadores e auxiliares de papiloscopistas para acolher e atender às vítimas de violência da região. Três viaturas estão disponíveis para dar suporte às ações da DDM.

“Nós já tínhamos uma DDM, que atende muito bem essa área e agora ela funciona 24 horas. O povo de Barueri é quem ganha com esse incremento do trabalho. A unidade está muito bem instalada e equipada”, afirmou o titular da pasta, general Campos.

Localizada na Avenida Pastor Sebastião Davino dos Reis, 756, no Jardim Tupanaci, em um anexo da Secretaria da Mulher de Barueri, a delegacia tem 13 salas, banheiros com acessibilidade, uma sala para reconhecimento e outra destinada a arquivo/depósito. A DDM de Barueri atende de maneira ininterrupta desde 1º de outubro.

A DDM de Barueri passou recentemente por um processo de revitalização, que permitiu a instalação da Sala Lilás, um espaço criado para o atendimento especializado e humanizado às vítimas de violência.

“É muito importante essa inauguração dentro do contexto de Segurança Pública e trabalho integrado. A nossa DDM está inserida dentro de um complexo completo de atendimento especializado à mulher. É um trabalho que dá efetivamente o cumprimento da legislação”, afirmou a delegada Amélia Gonçalves Bretas.

Combate à violência contra a mulher

“Hoje inauguramos a 11ª DDM com serviço ininterrupto. Isso é fruto de trabalho integrado e da atenção do senhor [governador], que sempre deixou claro que a proteção da mulher é uma das prioridades da gestão”, afirmou a delegada Jamila Jorge Ferrari, coordenadora das DDMs.

São Paulo é pioneiro na criação e aplicação de políticas de combate à violência contra a mulher. Das 138 DDMs em funcionamento no Estado, 11 atendem 24 horas e todas as demais delegacias paulistas seguem o Protocolo Único de Atendimento em casos de violência contra a mulher, com procedimentos que visam melhor acolher as vítimas.

Além disto, desde abril do ano passado as vítimas desse tipo de crime podem registrar ocorrências eletronicamente, por meio de um computador, tablet ou celular; e desde agosto do mesmo ano o atendimento nestas especializadas passou a ser exclusivo para ocorrências de violência doméstica ou familiar e infrações contra a dignidade sexual levando em conta a identidade de gênero e não apenas o sexo biológico. Fonte: Polícia Civil SP

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por