Ao longo deste domingo, 06, as redes sociais começaram a ser inundadas por imagens de aglomerações em vários pontos do Litoral Norte. Este feriadão se tornou uma precupação para as gestões municipais e moradores do litoral, após registros de inúmeras aglomerações durante  o fim de semana passado, em que mais de 200 mil veículos desceram a Serra Paulista. Neste feriado, de acordo com órgãos de trânsito, mais de 215 mil veículos já se deslocaram para o litoral paulista apenas pelo Sistema Ancheita-Imigrantes. 

Participe dos nossos grupos ℹ📲 https://bit.ly/CNAGORA9 🕵‍♂ Informe-se, denuncie!

Apesar das inúmeras medidas governamentais, foram documentadas cenas de desrespeito aos protocolos de segurança contra a pandemia de covid-19 em Bertioga, Praia Grande, Santos e Ubatuba.

Em Praia Grande, um morador registrou um plano aéreo em que o distanciamento social parece estar sendo respeitado, embora nas bordas superior e inferior da praia, mostradas no início e ao final do vídeo, seja possível verificar um volume maior de pessoas, muito mais próximas que no meio da praia. Pela distância do vídeo, gravado do alto, não é possível atestar se os banhistas respeitam o uso de máscara, mas o que chama a atenção é a grande quantidade de guarda-sóis, não permitidos na cidade. 

Na Praia Grande, uma praia de Ubatura, um banhista registrou o momento em que uma multidão dança ao som de um axé, o próprio cinegrafista, em tom irônico, sintetiza: “você acha que a galera tá preocupada com alguma coisa? É ruim, hein?”, diz ele.  Apenas um, entre incontáveis banhistas, usa máscara - e ela está abaixo do seu nariz. O protocolo de segurança do Ministério da Saúde recomenda o uso de máscara e distanciamento social de no mínimo 2 metros, a fim de se evitar a disseminação do corona vírus.

O terceiro vídeo é o registro do que teria ocorrido na madrugada de ontem, também na região central de Ubatuba.  Ao som de funk, uma multidão se aglomera, às 2h52 da madrugada. Além da perturbação do sossego público, mais uma vez, os protocolos de segurança de distância e uso de máscaras não são respeitados.

O quarto registro teria se dado na praia da Riviera, em Bertioga. Além da falta de máscara e do desrespeito ao distanciamento, é possível ver, ao fundo, inúmeros guarda-sóis fincados à areia, o que está proibido pela legislação municipal, em função da pandemia. A uníca cidade do litoral paulista que permite o uso do equipamento é Peruíbe.

Ainda em relação a Bertioga (onde, na semana passada, houve registro de multidões) na madrugada de ontem, 5, uma operação conjunta da prefeitura de Bertioga e a Polícia Militar coibiu aglomerações na cidade.  

Na cidade de Santos também houve registros de de aglomeração e falta de uso de máscara, neste domingo.

De acordo com o serviço municipal santista, no sábado e domingo, os guardas municipais realizaram 1.025 orientações quanto ao uso da faixa de areia e 426 orientações sobre o uso de máscara de proteção facial. Também houve duas autuações por cães na faixa de areia e 35 multas aplicadas pelas equipes que fazem a fiscalização na praia.

Já a prefeitura de Bertioga informou que “vem trabalhando preventivamente para conter essas ações em todos os bairros do Município”. O órgão informou também que “tem adotado procedimentos visando a garantir a segurança e a ordem no Município “ e também tem orientado e notificado proprietários de estabelecimentos que não respeitam as regras de distanciamentos social  por meio de ações conjuntas entre a Guarda Municipal, Diretoria de Operações Ambientais (DOA), Polícia Militar e Polícia Civil.