http://ℹ📲 https://bit.ly/CNAGORA9O PSD realizou ontem,1º, convenção partidária homologando o nome do desembargador aposentado e ex-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), Ivan Sartori, como candidato da sigla nas eleições à Prefeitura de Santos. Ivan se aposentou de suas funções em 2019 e irá pela primeira vez concorrer a um cargo público.

Participe dos nossos grupos ℹ📲 https://bit.ly/CNAGORA9 🕵‍♂ Informe-se, denuncie!

O candidato do PSD acredita que a Cidade precisa de melhorias em diversos setores. “A ideia é levantar o Centro, modificar a situação que hoje é enfrentada ali, injetando capital privado para investimentos. A nossa ideia também é de uma intersecção maior com o Porto, gerando empregos. Temos que rever também a questão da Educação, melhorando o nível do ensino nas nossas escolas. A segurança tem que estar nas escolas também, com postos da Guarda Municipal nas escolas. Estamos muito preocupados com a Zona Noroeste, especialmente pelas moradias existentes nos diques. Precisamos rever isso, como vamos modificar essa situação. A saúde também precisa de uma maior atenção, com investimentos, maior acesso da população a medicamentos e modernização do serviço de saúde. Vamos procurar atrair turismo, procurar inclusive trazer o turismo negocial, assim como o turismo propriamente dito (recreativo). Precisamos fazer uma força nessa área do Turismo para a cidade ser catapultada a um patamar mais alto e que ela se engrandeça mais”, afirmou o magistrado aposentado.

Gilberto Kassab, nacional do PSD, o ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro, esteve presente na conveção e elogiou Ivan: "Como gestor, hoje o Ivan é o mais forte de todos os candidatos apresentados. Não tenho dúvidas de que o Dr. Ivan Sartori tem uma grande capacidade e o espírito de liderança necessário para melhor gerir a Cidade de Santos".

O nome do vice dele na chapa ainda está sendo estudado.

Com vasta carreira no meio jurídico, Sartori foi o desembargador mais jovem do TJ-SP, com 23 anos. O magistrado foi eleito presidente do Tribunal em 2011 e exerceu seu mandato do início de 2012 até o fim de 2013.