Negócios

Sustentabilidade nos strip malls: como fazer empreendimentos mais “verdes”

Empreendimentos sustentáveis são cada vez mais comuns em shoppings e redes varejistas. Os strip malls seguem o mesmo caminho, com soluções verdes aplicadas à sua construção.

DINO
18/10/2021 às 13:40.
Atualizado em 18/10/2021 às 13:41
Open Mall D. Pedro I (MEC Malls)

Open Mall D. Pedro I (MEC Malls)

O Brasil ocupa, atualmente, a 5ª posição entre 180 países no ranking mundial de sustentabilidade. Segundo dados do USGBC (United States Green Building), criador do sistema LEED (Liderança em Energia e Design Ambiental, em português), são mais de 1.500 construções sustentáveis no país.

O reconhecimento de que uma construção é "verde" exige uma série de medidas no projeto, construção e operação dos empreendimentos. Quem conquista o selo do Green Building Council Brasil demonstra sua responsabilidade ambiental, adotando as melhores técnicas construtivas para o meio ambiente e para a redução do consumo dos recursos naturais.

Nos empreendimentos de varejo, não é diferente. Cada vez mais, shopping centers e grandes redes investem nas boas práticas de sustentabilidade, que vão desde o reaproveitamento de água até o uso de energia fotovoltaica, por exemplo.

Os strip malls, empreendimentos também conhecidos como centros comerciais de vizinhança, são espaços geralmente abertos e que reúnem um mix de lojas e estabelecimentos voltados à conveniência e serviços. Localizados em vias estratégicas, com acesso fácil a quem mora no bairro, eles também chegaram à "era verde".

Um exemplo de negócio que vai nessa direção é o Open Mall D. Pedro I, empreendimento previsto para ser inaugurado em fevereiro de 2022 e localizado na região noroeste de Ribeirão Preto, no interior paulista. Com 7 mil m2 de terreno e 3.500 de área bruta locável (ABL), ele terá oito lojas e 130 vagas de estacionamento, além de soluções sustentáveis.

"Com o conceito de Power Mall, que aposta em operações maiores, o Open Mall D. Pedro I tem como diferencial seu pacote sustentável", explica Marcos Saad, sócio e cofundador da MEC Malls, empresa responsável pelo empreendimento.

Ele destaca que, entre as principais soluções "verdes" adotadas, estão captação de águas pluviais, energia fotovoltaica aplicada às áreas comuns, disponibilização de totens para recarregar veículos elétricos e bicicletário. Além disso, as vagas de estacionamento terão proteção (sombrites), para gerar maior conforto aos clientes.

Como grande parte dos negócios sustentáveis têm o objetivo de conquistar um Selo Verde, é importante conhecer alguns requisitos, além dos já mencionados, para obter o reconhecimento. São eles:

· Menor impacto possível no meio ambiente;

· Uso racional e reúso dos recursos naturais;

· Relação do empreendimento com o local ao seu redor;

· Contrapartida social;

· Descarte consciente de resíduos;

· Uso de madeira proveniente de manejos responsáveis nas florestas.

Além dos benefícios para o meio ambiente, a busca pelo Selo Verde nas construções traz vantagens como redução nos custos da obra, maior qualidade de vida para o usuário, redução de resíduos, maior conscientização ambiental e mais valor agregado no preço de venda.Website: https://www.mecmalls.com

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por