Negócios

Programa da Bayer apoia transformação digital de cooperativas do agronegócio

Batizado de Coopera+ Transformação, iniciativa visa fortalecer a parceria com as cooperativas e colaborar com a superação de desafios na área tecnológica e na sucessão familiar

DINO
08/10/2021 às 12:51.
Atualizado em 08/10/2021 às 12:55

O Brasil tem mais de 1.200 cooperativas, que congregam cerca de 1 milhão de produtores rurais de diversos portes, em organizações que são a base do agronegócio nacional. Não por acaso, elas são frequentemente prestigiadas por ex-ministros da Agricultura, como Alysson Paolinelli e Roberto Rodrigues, que destacam o seu papel como difusoras de conhecimento.

Ciente da importância dessas organizações, a Bayer promove uma série de iniciativas sob o guarda-chuva de seu programa de relacionamento com cooperativas agropecuárias de todo o Brasil, batizado de Coopera+.

Um dos pilares do programa é o Bayer Coopera+ Transformação, ação de qualificação profissional focada no aprimoramento de cargos de gerência, marketing e inovação. Neste projeto, a Bayer firmou uma parceria com o InterCoop Brasil, um ecossistema voltado ao desenvolvimento de cooperativas no país, para trazer inovação e transformação digital para as cooperativas parceiras por meio de treinamentos com experts do agronegócio nacional.

“Nós fazemos diversas capacitações com os times das cooperativas, mas percebemos que eles tinham dificuldade de implementar o que aprendiam”, explica Laura Deus, gerente de acesso ao mercado da Bayer Brasil. “Agora, estamos apoiando-os a colocar o ensinamento em prática dentro da organização”, acrescenta.

O treinamento do Coopera+ Transformação é realizado em três módulos. O primeiro aconteceu em julho, com painel do ex-ministro Roberto Rodrigues e contou com a participação de cerca de 50 representantes de 29 cooperativas.

O próximo módulo será em outubro com Fernando Dagobbi, presidente-executivo da Coopercitrus e, para finalizar, o último módulo, previsto para novembro, contará com a presença de Alysson Paolinelli, ex-ministro da Agricultura e indicado ao prêmio Nobel da Paz pelo trabalho em prol as políticas agrícolas responsáveis, por alavancar as pesquisas que tornaram os solos pobres e ácidos do Cerrado brasileiro propícios para a agricultura.

Inovação aberta e adoção de tecnologia

No último dia 28 de setembro, para manter a discussão viva no período entre os módulos, foi promovida uma mesa redonda virtual que contou com experts como Dirceu Ferreira, líder de Inovação Aberta da divisão agrícola da Bayer, Abdalah Novaes, líder de negócios da Climate para a América Latina, e Piero Franceschi sócio e CMO da StartSe. O tema foi transformação digital e a criação de propostas de valor nas cooperativas.

A realidade volátil, incerta e complexa do mundo atual e a necessidade de adoção de um olhar voltado à transformação digital foi tema da abertura do evento. “O primeiro passo da transformação é entender que estão acontecendo revoluções simultâneas. A ação tem que ser proativa e de antecipação. Precisamos aprender a ter mais respeito pelas dúvidas do que pelas certezas”, defendeu Piero Franceschi, sócio e CMO da StartSe.

A geração de valor por meio da inovação aberta foi abordada pelo líder de Inovação Aberta da Bayer, que falou sobre a concepção de projetos em conjunto com ecossistemas parceiros da companhia na América Latina. “Temos como objetivo acelerar o desenvolvimento de projetos de inovação aberta que tragam a transformação digital de forma sustentável para o agricultor e gerem valor para sociedade. Nesse processo, ouvimos constantemente os produtores para transformar as ideias em realidade, mapeando o valor que cada projeto traz para todos os envolvidos”, afirmou Dirceu Ferreira. Atualmente, a Bayer conta com pelo menos 41 iniciativas com 34 diferentes parceiros, sendo 26 projetos com startups, 4 projetos de sustentabilidade, 4 desafios, 6 projetos científicos e 6 projetos de intraempreendedorismo.

“É importante que a cooperativa pense nas conexões que precisa fazer para implementar projetos, trazer competência e gerar inteligência para desenvolver soluções. O que importa é o processo, que deve tangenciar a lógica de um mundo digital, ainda que o produto seja analógico: com o cliente no centro de tudo, feedbacks constantes e frequentes, entregas ágeis”, aconselhou Dirceu Ferreira.

Para Abdalah Novaes, que lidera a plataforma de agricultura digital da Bayer, a Climate FieldView, a criação de propostas de valor ao cooperado com o apoio do digital deve passar pelo uso de dados. “Por meio da tecnologia é possível extrair cada vez mais performance das soluções que já existem, permitindo a criação de novos modelos de negócios e insights. O agronegócio tem passado por uma incrível transformação nos últimos anos e as plataformas de agricultura digital continuarão a impulsionar essa evolução. Nosso papel como profissionais do agro está em promover cada vez mais produtividade e encontrar a oportunidade de melhorar a performance no campo”, afirma.

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por