A embaixadora das Filipinas no Brasil, Marichu Mauro, foi exposta agredindo uma empregada doméstica dentro de sua residência em Brasília, que fica atrás da sede da embaixada. As imagens foram reveladas por uma equipe de monitoramento do circuito interno da residência oficial, que notaram as agressões e passaram a monitorar a embaixadora.

Participe dos nossos grupos ➤ http://bit.ly/COSTAINFORMA8 📲 Informe-se, denuncie!

O ato viola o direito trabalhista e criminal, mas ela tem uma condição que limita a ação da Justiça brasileira: a imunidade diplomática, ou seja, será processada e julgada pelo país de origem.  As imagens foram divulgadas pelo programa Fantástico, no último domingo, 25.

O governo das Filipinas determinou o retorno de Marichu Mauro ao país e fará uma investigação rigorosa. Ela já deixou o Brasil, mas o Ministério Público do Trabalho (MPT) abrirá inquérito para auxiliar as apurações nas Filipinas.

As agressões ocorreram durante meses, a equipe de monitoramente descobriu que a vítima era agredida praticamente toda semana. Em 12 de março, por exemplo, ela aparece discutindo com a funcionária e dando um tapa em seu rosto. Em 19 de agosto, a diplomata dá um puxão nas orelhas da vítima. E em outro episódio, em 15 de outubro, ela tenta beliscar a empregada.

A funcionária também filipina, tem 51 anos e deixou o Brasil na semana passada.