O comerciante Cleber Arley Leone, de Pintagueiras, no interior de São Paulo, escapou de uma cilada promovida por profissionais, no Réveillon. Ele negociou o aluguel de um duplex na Riviera de São Lourenço, em Bertioga, com o site Temporada Litoral Norte para os dias 29 de dezembro de 2020 a 3 de janeiro de 2021 (5 diárias). 

Participe dos nossos grupos ➤ http://bit.ly/CostaNorteInforma  📲 Informe-se, denuncie! 🔵

A suposta corretora, identificada como Priscila de Andrade – mesmo nome usado pela pessoa que aplicou um golpe em um grupo de turistas de São Paulo (veja abaixo) -, ofereceu ao cliente um apartamento duplex (cobertura) de cinco quartos (todos com ar condicionado), wi-fi, pé na areia, com hidromassagem privativa e piscina compartilhada, por R$ 3.750,00, para oito pessoas. Um anúncio de apartamento de dois quartos, para quatro pessoas, no mesmo edifício, custa cerca de R$ 5 mil, em aplicativos de aluguel confiáveis.

Desconfiado de uma possível armadilha, Cleber solicitou à corretora o telefone do edifício para que pudesse checar algumas informações. "Liguei no edifício, falei com o porteiro e ele me explicou que não havia nenhum apartamento com as especificações no prédio. O nome do proprietário também não bateu, então ele me alertou que poderia ser golpe e que eu estava perdendo o meu tempo", explicou.

O cliente entrou em contato com “Priscila” novamente e questionou a existência do local. Por meio de áudio, ela insistiu que o imóvel existia e que ela mesmo teria ido ao local fazer a análise. A corretora ainda disse que teria entrado em contato com outro porteiro do dia da visita e que ele poderia ter ido almoçar quando o cliente ligou.

Após muitas divergências de informação, Cleber decidiu cancelar a viagem. "Pesquisei pelo Google, o prédio existe, o endereço está correto, mas o porteiro me falou que não existe o número 601 e nem duplex. Meu filho me auxiliou, vimos no Google alguns problemas da empresa e desistimos".

Questionado se irá voltar à Baixada Santista, o pitangueirense afirmou que sim. "Com certeza, isso não vai me atingir não, só não vou cair na mão de golpistas. Sempre vejo pelo Airbnb ou Booking ou imobiliária confiável. Mas comigo é difícil de dar alguma errada. Dessa vez, passou por um fio", riu o comerciante.

Outros casos

Situações como a de Cleber são bem comuns na região, a empresa Temporada Litoral Norte tem aplicado diversos golpes em turistas interessados em alugar imóveis no litoral paulista. O assistente administrativo Igor Fernando, de 26 anos, foi uma das vítimas. Ele fechou um contato com a empresa citada e alugou um imóvel de três quartos (suítes) e piscina, no bairro Maitinga, em Bertioga. A ideia era passar o Réveillon com os amigos, mas, ao chegar na cidade, não conseguiu encontrar a casa e ainda foi bloqueado pela corretora, no WhatsApp. "Tivemos que voltar para São Paulo", explicou a vítima, que perdeu R$ 1.600 com o golpe.

O site da empresa saiu do ar após a primeira denúncia ao Portal Costa Norte, mas voltou no dia seguinte, com diversas propostas de aluguel.