Um homem negro, de 40 anos, foi espancado até a morte por dois homens brancos em uma das unidades do Carrefour, em Porto Alegre. O crime aconteceu na véspera do Dia da Consciência Negra (nesta sexta, 20).

A vítima, João Alberto Silveira Freitas, fazia compras com a sua mulher e em um determinado momento teria discutido com uma caixa do supermercado, que chamou os seguranças. 

De acordo com vídeos que circulam nas redes sociais, os dois homens brancos, um de 24 anos e outro de 30 anos, derrubam João Alberto, e começam as agressões. Eles conseguiram imobilizar a vítima que, já está ensanguentada no chão do supermercado.

Uma equipe do SAMU tentou reanimar o homem, mas ele morreu no local.

 

Participe dos nossos grupos ➤ https://bit.ly/COSTAINFORMA10 [📲] Informe-se, denuncie!

 

Desdobramentos

O crime permanece sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Porto Alegre, que apura o caso. Os dois homens foram autuados em flagrante por homicídio qualificado.

 

Nota oficial

O Carrefour e a Brigada Militar emitiram nota sobre o acontecido, o supermercado afirma que lamenta profundamente o caso e "iniciou rigorosa apuração interna e tomou providências para que os responsáveis sejam punidos legalmente".

Também em nota, a Brigada Militar ressaltou que o PM envolvido na agressão é temporário e estava fora do horário de trabalho, porém, não informou o que ele fazia no local na hora do crime. 

O secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Junior, disse em uma rede social que a morte de João Alberto foi "horripilante". E prometeu apuração do caso e seu total esclarecimento.