PLANO SP

Restrições da pandemia diminuem em Praia Grande (SP); veja o que muda

Limite de capacidade de estabelecimentos do setor de comércio e serviços sobe de 60% para 80%, com aumento de horário de funcionamento; em 20 dias, governo estadual quer ampliar capacidade para 100% daqui 20 dias; festas e eventos com aglomerações seguem proibidos

Da redaçãoPublicado em 28/07/2021 às 15:55Atualizado há 28/07/2021 às 16:07
Aglomeração em praia de Santos durante a pandemia (Foto: Reprodução AT / Arte Sistema Costa Norte)

Aglomeração em praia de Santos durante a pandemia (Foto: Reprodução AT / Arte Sistema Costa Norte)

Praia Grande, no litoral de SP, deve flexibilizar as restrições de mobilidade no âmbito do Plano São Paulo, a partir do próximo domingo (1). O governo do estado planeja abertura total dos estabelecimentos a partir de 17 de agosto, daqui 20 dias e as medidas devem se refletir da cidade do litoral de SP. 

A flexibilização foi anunciada pelo governador João Doria (PSDB) nesta quarta-feira (28) no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista. O relaxamento, contudo, é válido para os setores de comércio e serviços em geral, e não se aplica a festas e outros eventos aglomerantes -  que seguem proibidos.

A ocupação dos estabelecimentos, atualmente limitada em 60%, sobe, no domingo, para 80% e o horário limite sobe em uma hora.  Adicionalmente, em 20 dias, o governo planeja extinguir a restrição de capacidade, mantendo, no entanto, outras exigências como uso de máscara e distanciamento social.

“Continuamos passo a passo, de forma segura, flexibilizando e voltando ao normal. A vida está voltando ao normal no estado de São Paulo”, comemorou Doria durante o anúncio da flexibilização. “São Paulo teve uma queda substancial de casos, internações e, felizmente, de óbitos, porque aqui seguimos protocolos de saúde e a orientação da medicina”, completou.

Avanço da vacinação e melhora nos índices

O governo estadual argumenta que o avanço da vacinação, somado a melhoras nos índices de internação pela covid-19 permitiram a atual flexibilização e promete, nos próximos 20 dias, andar com os indicadores da covid-19 debaixo do braço, com a abertura total do comércio e serviços no horizonte.  

(Imagem: Governo de SP)

Atualmente, os índices de ocupação por covid-19 de SP oscilam em torno dos 50%, segundo dados do Centro de Contingência. A Secretaria Estadual de Saúde calcula que 75,9% da população paulista tomou uma dose da vacina, enquanto 27,2% tomou as duas.

(Imagem: Governo de SP)

Novas regras

Com validade entre 1 e 16 de agosto, passa das 23 para 0h o limite de horário de funcionamento de comércios, serviços em geral e espaços religiosos com capacidade máxima de 80%.

Será encerrado também o toque de recolher durante as madrugadas.

Permanecem inalteradas a obrigatoriedade do uso de máscara em ambientes públicos, distanciamento social mínimo de um metro e demais protocolos de higiene, em especial a disponibilidade de álcool em gel pelos estabelecimentos.

O acesso de clientes a shoppings, galerias, lojas de rua, bares e restaurantes deverá ser interrompido às 23h, com atendimento permitido até meia-noite.

Celebrações individuais e coletivas em igrejas, templos e espaços religiosos já estavam liberadas anteriormente e assim seguem, condicionadas ao cumprimento dos protocolos de higiene e distanciamento social.

Também a partir deste domingo, o governo autorizou a reabertura dos parques urbanos e unidades de conservação estaduais em horário integral.

Festas permanecem proibidas

Eventos em casas noturnas, shows de médio e grande porte, competições esportivas com público, dentro outros eventos que propiciem aglomerações, seguem proibidos.

No entanto, o governo estadual anunciou que estuda a possibilidade de reabertura condicionada aos resultados de eventos modelo sob supervisão das autoridades de saúde e averiguação pelo Centro de Contingência do coronavírus.

Assuntos

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por