NO CING

Pré-sal ganha novo impulso em Guarujá

Protocolo de Intenção com o estado foi assinado na quarta-feira, 14

Da redaçãoPublicado em 15/10/2020 às 19:01Atualizado há 15/10/2020 às 19:02
 (Reprodução/Câmara Municipal de Guarujá)

(Reprodução/Câmara Municipal de Guarujá)

O setor do pré-sal deve ganhar um novo impulso na Baixada Santista com a assinatura, ocorrida na quarta-feira, 14, de um Protocolo de Intenção entre a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente (Sima) e a prefeitura de Guarujá. A iniciativa permitirá o desenvolvimento da exploração de petróleo e gás natural na área do Complexo Industrial Naval de Guarujá, o Cing.

Participe dos nossos grupos ➤ http://bit.ly/COSTAINFORMA8 📲 Informe-se, denuncie!

O governo do estado destaca que o município já possui grandes fornecedores de serviços especializados e de alta tecnologia para o setor. Além disso, possui localização estratégica com fácil acesso de rodovias, ferrovia e aeroporto, com vocação econômica para o desenvolvimento da atividade com facilidade para logística portuária, retroportuária, além da náutica, turismo e lazer. 

A iniciativa deve gerar emprego e renda para a cidade e região, conforme estima o secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário de Guarujá, Rogerio Rudge Lima Netto. "Com esse Protocolo de Intenção, o Cing, que estava há muito tempo parado, passa a ser ofertado a empresas com interesse na área, gerando cerca de mil empregos diretos e mais de três mil indiretos", apontou. Ele ainda indica que, entre as empresas que estão se credenciando junto ao estado, uma delas tem estimativa de R$ 15 bilhões em investimentos no país, sendo que boa parte desse valor pode ser em Guarujá.

Além disso, lembra o secretário, há também reflexos no setor hoteleiro, imobiliário e de toda uma cadeia de consumo em toda a região. 

Na opinião do secretário da Sima, Marcos Penido, o impacto será em todo o estado, tornando São Paulo uma referência para empresas do setor, que tem voltado a aquecer. “Essa semente colocada hoje [14] é fundamental para o futuro do desenvolvimento da competitividade paulista nas atividades de exploração e produção de petróleo e gás”, comentou. 

Entre as ações da prefeitura para as instalações será o aprimoramento da legislação municipal para criar atratividade ao ambiente de negócios. 

O Protocolo não envolve repasse de recursos financeiros e possui prazo de 36 meses, no entanto, a expectativa de Guarujá é de que as empresas comecem a se instalar em 12 meses.

Assuntos

O Sistema Costa Norte de Comunicação atua no litoral paulista há mais de vinte anos levando informação a toda a população com seriedade e imparcialidade

Entre em contato:

Reclamações ou sugestões:

redacao@costanorte.com.br

Comercial e parcerias:

contato@costanorte.com.br

© 2021 Todos Os Direitos Reservados Ao Sistema Costa Norte de Comunicação

Desenvolvido por

Distribuído por