Uma sucessão de cenas trágicas e bizarras protagonizadas por uma moradora de rua, no último sábado, 07, chocou os moradores da Cidade Tiradentes, na Zona Leste da Capital Paulista. 

A situação surreal começou após um acidente violento envolvendo uma moto e um ônibus. O homem que estava na garupa de uma moto teve o crânio esmagado em intensa colisão. Como se, por si só, as imagens de acidente dessa natureza já não fossem horrendas, depois disso, uma moradora de rua se esgueirou para baixo do ônibus e começou a comer os restos mortais do homem que acabara de morrer, incluindo partes do cérebro. 

 

A moradora de rua não foi identificada pelas autoridades. Ela resistiu à tentativa dos policiais militares de a retirarem do local e só saiu desmaiada, após algumas rajadas de spray de pimenta. Pessoas que circulavam no local gravaram um vídeo que depois circulou intensamente nas redes sociais. 

Leia a continuação desta história: Moradora de rua que comeu cérebro de cadáver estava em “surto psiquiátrico” e segue internada

Nas imagens, há um local de acidente em isolamento, com um corpo coberto por um lençol, para preservar os passantes do trauma. Mais ao fundo, sob o ônibus, é possível visualizar um vulto em movimento. Esse vulto é a moradora de rua se alimentando das partes do cérebro da vítima do acidente que ficaram embaixo do ônibus. As imagens são fortes. Um dos populares, após insistir para que a mulher saia dali, grita em entoação indignada e assustada: "Sangue de Jesus tem poder!". A pobre mulher o ignora solenemente e continua comendo, sob o ônibus. 

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, a mulher estaria em "surto psiquiátrico". A PM, segundo o órgão, teria acionado o SAMU 192 que fez o primeiro atendimento à mulher no local e, em seguida, ela foi encaminhada para o Hospital Municipal Dr. Benedito Montenegro, no Jardim Iva. O Portal Costa Norte apura junto aos órgãos de assistência social, trânsito e segurança de São Paulo a origem da mulher e se ela foi encaminhada para algum tipo de assistência.