O Instituto Nacional de Amparo à Pesquisa, Tecnologia e Inovação na Gestão Pública (INTS Brasil) assumiu a gestão do Hospital Municipal, Pronto Atendimento, Serviço de Apoio de Diagnóstico e Terapêutico (SADT) e o SAMU de Bertioga no dia 1º de maio, mas ainda está se adequando ao serviço.

Participe dos nossos grupos ℹ  http://bit.ly/CNAGORA5  

Nessas duas semanas de atendimento, dezenas de usuários dos serviços se queixaram de demora no atendimento. Uma senhora que não quis se identificar, por exemplo, relatou atraso de quatro horas no atendimento ao neto de 1 ano e 9 meses que estava cheio de bolhas pelo corpo na manhã do dia 9 de maio.

Em resposta, a INTS informou que está implantando o sistema de prontuário eletrônico desde último dia 8. E que nesta primeira etapa, o cadastro do paciente, a triagem e o atendimento médico já estão sendo realizados de forma eletrônica, melhorando, diariamente, o tempo médio de espera do paciente.

Segundo o instituto, no dia de ontem, 16, o tempo de espera para fazer a ficha foi de 5 minutos, o de atendimento da triagem foi de 23 minutos e do atendimento médico clínico e pediátrica cerca de 48 minutos. 

Os tempos apresentados estão dentro do esperado para um período de implantação e apresentam redução diariamente com a adaptação e qualificação dos profissionais operadores do sistema.

O INTS salientou, ainda, que o novo formato de atendimento é recente e que ajustes estão sendo feitos para melhor atender o público e ao município.