Apesar do sol e calor na Baixada Santista, com o lockdown em vigor, as praias permaneceram vazias neste sábado (27), o primeiro do lockdown coordenado da região. Na praia do Boqueirão, em Praia Grande, um grupo de cerca de 60 surfistas foi dissuadido de protestar na faixa de areia, cuja frequentação está proibida.

O lockdown na região teve início na última terça-feira, 23, com o fechamento das praias tanto para a prática de esportes quanto para o banho de sol. Apesar das praias fechadas todos os dias e do fechamento do comércio, padarias e mercados durante os finais de semana, inúmeros turistas se dirigiram para o litoral.

De acordo com informações da concessionária Ecovias, da primeira à última hora desta sexta-feira, aproximadamente 37,4 mil veículos se deslocaram para a Baixada Santista através das rodovias do Sistema Anchieta-Imigrantes.

Faça parte do nosso grupo no WhatsApp http://bit.ly/NoticiasLitoral2 E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

 

e comparado com outros sábados de sol quando não havia lockdown, o fluxo turístico foi menor. O movimento de esportistas nas orlas foi mais intenso do que durante a semana. Nas praias das Astúrias e Pitangueiras, no Guarujá, foram registradas pessoas praticando caminhada, pedalando ou correndo, uma grande parte delas sem a máscara de proteção.  

No Boqueirão, em Praia Grande, um grupo de surfistas se reuniu na manhã deste sábado (27) para realizar uma manifestação contra a proibição do esporte na faixa de areia de Praia Grande. No entanto, a Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande não permitiu o acesso dos surfistas ao local, autorizando o protesto à beira do calçadão, que não está interditado.

Na manhã deste sábado, em Santos, foram registrados esportistas correndo e caminhando na avenida da praia. A  cidade proibiu também a prática de atividade física, inclusive individual,  no calçadão, além da proibição da faixa de areia de do mar.

Ao longo deste e do próximo  final de semana, estipula o lockdown coordenado da região, as padarias e mercados só podem funcionar por delivery. Inicialmente o lockdown está programado para durar até 4 de abril. A norma tem sido cumprida pelos estabelecimentos comerciais. Na sexta-feira, foram registradas filas gigantescas e falta de produtos em diversos supermercados da região.