Com a adesão de Praia Grande à fase laranja e vermelha do Plano São Paulo nesta terça-feira, 26, surge a mesma questão que apareceu nas demais cidades do litoral: como ficam as praias?

COMO FUNCIONA A FASE VERMELHA

A fase vermelha é a mais restritiva do plano São Paulo, em que apenas os serviços essenciais como farmácias e supermercados são autorizados a funcionar. Ou seja, nesta fase, em que as regiões estão em alerta, bares, restaurantes, shopping centers e comércio não essenciais são proibidos de funcionar. Será esse o panorama de todo estado, incluindo Praia Grande, nos dias úteis, após as 20h e aos finais de semana, até, no mínimo, 08 de fevereiro, quando entra em vigor uma nova reclassificação.

COMO FUNCIONA A FASE LARANJA

Segunda fase mais restritiva. Esta é uma fase de controle da disseminação do vírus. As novas regras desta fase, estipuladas em 08 de janeiro, são:

Capacidade limitada de 40% de ocupação para todos os setores;

Funcionamento máximo de estabelecimentos de 8h;

Parques estaduais podem abrir

Proibição de atendimento presencial em bares; 

Atendimento presencial proibido em todos os estabelecimentos após as 20h;  

Participe dos nossos grupos ➤ http://bit.ly/CostaNorteAlerta  📲 Informe-se, denuncie! 🔴

 

O QUE É PERMITIDO E O QUE É PROIBIDO NAS PRAIAS DE PRAIA GRANDE

Aos finais de semana e todos os dias, das  20h às 6h, em que a fase vermelha está ativa, apenas atividades essenciais são permitidas. Isso vale também para as praias. Já nos períodos de fase laranja, as proibições são diferentes. Confira:

Guarda-sóis e cadeiras estão proibidos de serem utilizados tanto pelos comerciantes quanto pelos banhistas na faixa de areia da praia;

Nos períodos de fase vermelhas (das 20h às 6h nos dias úteis, e aos finas de semana) restaurantes, quiosques e congêneres estarão proibidos de funcionar. Esses mesmos estabelecimentos, porém, estão autorizados a funcionar por meio de serviços de entrega de pedidos e também para retirada de pedidos pelos consumidores. Não pode haver consumo de alimentos no local e nem aglomerações, nem mesmo para a retirada de entregas.

Carrinhos e ambulantes de praia  podem funcionar durante 8h por dia.  Os atendimento ao público devem ser encerrados às 18h.

Restaurantes, lanchonetes, quiosques, bares, food trucks, lojas de conveniência e estabelecimentos afins somente poderão comercializar bebidas alcoólicas até as 20h.

PORQUE A REGIÃO CAIU PARA A FASE LARANJA-VERMELHA?  

Na pior semana epidemiológica da história, com a covid-19 saindo de controle, matando uma pessoa a cada seis minutos em SP e taxa de ocupação de UTIs acima de 70%, o governo estadual promoveu um recuo sem precedentes em todas as regiões do estado em reclassificação extraordinária realizada no Palácio dos Bandeirantes, no início da tarde da última sexta-feira, 22. As duas fases são as mais restritivas. Nenhuma cidade do estado permaneceu na fase amarela.

Além disso, como medida emergencial para conter o avanço alarmante da covid-19, foi também determinado que mesmo as regiões que recuaram para a fase laranja permanecerão na fase vermelha todos os dias das 20h às 6h e aos finais de semana (saiba as regras detalhadas de cada fase aqui).

Este panorama é a caso da região da Baixada Santista, anteriormente na fase amarela. Em termos concretos o rebaixamento significa que a região vai cair de restrições leves da fase amarela à lockdown aos finais de semana.  As mudanças passaram a valer nesta segunda-feira, 25, e seguem em vigor até a dia 8 de fevereiro, data em que está programada uma nova reclassificação.