Após a Baixada Santista "tomar um fora" do governo do estado de São Paulo ao pedir a revogação do decreto que coloca todo o estado na fase vermelha do Plano São Paulo aos fins de semana, o ex-prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, publicou uma versão contrária nas suas redes sociais.

Participe dos nossos grupos ➤ http://bit.ly/CostaNorteAlerta 📲 Informe-se, denuncie! 🔴

Na publicação, Barbosa escreveu: "Enfim, uma boa notícia: o governo de São Paulo deve revogar o decreto que coloca todo o estado na fase vermelha aos finais de semana. O vírus não escolhe período e dia para infectar. Precisamos, sim, manter as atividades com responsabilidade e encontrar um equilíbrio para preservar vidas e a geração de renda", declarou.

Pedido de revogação

Na última sexta-feira, 29, o Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb), que reúne as nove cidades da Baixada Santista (Bertioga, Santos, Guarujá, Cubatão, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe) e é presidido pelo prefeito de Santos, Rogério Santos, pediu a revisão da classificação da região para a fase vermelha aos fins de semana.

A Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) do governo estadual afirmou que "o anúncio da reclassificação do Plano SP para todo o Estado, sem exceções, está previsto para 6ª feira (5/2), com as medidas valendo a partir de 2ª feira (8/2)". Sem a reclassificação extraordinária pleiteada pelo Condesb, fica mantida a fase vermelha intercalada com a laranja no mínimo até a próxima segunda-feira, 8, quando começa a valer a nova reclassificação ainda não anunciada.