O Bolsa do Povo, programa social do governo de SP, foi sancionado pelo governador João Doria (PSDB). A sanção do governador foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (27). O programa concentra os benefícios estaduais voltados à população em vulnerabilidade social.

Clique e faça parte do nosso grupo no WhatsApp http://bit.ly/cnlitoralconectado4 E receba matérias exclusivas. Fique bem informado! 📲

O governo prevê um aporte de R$ 1 bilhão no programa em 2021. Além do auxílio moradia emergencial, o Bolsa do Povo congrega os programas Renda Cidadã, Via Rápida, Bolsa-Trabalho, Ação Jovem, Bolsa Talento Esportivo. O Bolsa do Povo vai pagar benefícios de até R$ 500 e poderá beneficiar até 500 mil pessoas direta e indiretamente nos 645 municípios.

Também faz parte das diretrizes do programa a contratação, nas escolas estaduais, de mães e pais de famílias em situação de vulnerabilidade e a contratação de agentes de apoio na saúde. Segundo o governo estadual, o benefício do Bolsa Trabalho poderá chegar a um salário mínimo, com jornada de trabalho entre 4 a 8 horas diárias, cinco dias por semana.

O projeto de lei do Programa Bolsa do Povo foi enviado pelo governo de São Paulo à assembleia legislativa no início deste mês. Na versão final, publicada ontem, o projeto incorporou contribuições de deputados estaduais, entre elas a priorização das mulheres vítimas de violência doméstica e de mães que sustentam suas famílias sozinhas.  

LEIA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS EM POLÍTICA   CLICANDO AQUI