Arquivo 19/05/2017--14

Redação
Publicado em 18/05/2017, às 21h00 - Atualizado em 23/08/2020, às 17h51

FacebookTwitterWhatsApp

Jornal Costa Norte 19 de maio de 2017 14 A natureza é a riqueza e a algoz de Bertio - ga. Ambientalmente muito bem protegida por um emaranhado de leis estaduais e federais, a cidade carece de espaço para habitações da população de média e baixa renda, bem antes da criação do Parque Estadual da Restinga de Bertioga (Perb), em 2010, que aumentou as áreas de proteção ambiental, inabitáveis, a 93% do seu território de 490km². Justamente a população mais vulnerável predomina na explosão demográfica que Ber - tioga vive. Ela ocupa áreas de preservação am- biental, em loteamentos, clandestinos ou não, em locais sem infraestrutura, e em invasões de terra na faixa de restinga entre a rodovia Rio - -Santos e a Serra do Mar. Engrossa a fila dos de - sempregados e dos serviços públicos de saúde, educação e assistência social. Com as consequências da crise econômi- ca nacional, em todo o país, a cidade enfrenta queda simultânea da entrada dos royalties do petróleo, a segunda maior receita do municí- pio; do poder de consumo de moradores, vera- nistas e turistas, evidente no último verão; e da A hora é agora

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!