Arquivo 19/05/2016--45

Redação
Publicado em 18/05/2016, às 21h00 - Atualizado em 23/08/2020, às 17h52

FacebookTwitterWhatsApp

25 anos 45 Trilhar caminhos pelos quais passaram os jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega, pisar nas mesmas terras onde guerrearam índios tupiniquins e tupinambás e observar paisagens exatamente iguais às que se viam 500 anos atrás pelos colonizadores do nosso país. Eis algumas das sensações que podemos vivenciar ao visitar o Forte São João, a mais antiga fortaleza do país e principal cartão-postal de Bertioga. O local é parada obrigatória para quem quer conhecer as- pectos históricos do Brasil. Localizado no extremo sul da praia da Enseada, na entrada do canal, o Forte foi er - guido em paliçada de madeira em 1531, por ordem de Martim Afonso de Sousa, para pro - teger a barra dos ataques inimigos, e acabou por se tornar o embrião do primeiro povoado de apoio à colonização do país. Em sua versão original, foi batizado de São Tiago. No entanto, por causa da restauração do interior da capela de São João, cerca de 200 anos depois, passou a ser chamado pelo nome do santo padroeiro da cidade. Palco de sangrentas batalhas e momen- tos históricos significativos, como a partida da esquadra de Estácio de Sá para a fundação do Rio de Janeiro, o Forte São João é um dos mais importantes patrimônios históricos do Brasil, como ratifica o historiador Cadu de Cas- tro: “Imaginemos que temos aqui um pedaço relevante do início da colonização do país. A primeira fortificação construída em alvenaria e com planta enviada pela coroa, e que par - ticipou da história do país desde o início de sua construção, em 1551, até 1945, durante a Segunda Guerra Mundial, quando foi ocupado Local conta com exposições itinerantes, além de acervo de armaduras e armamentos bélicos Marcos Pertinhes

Comentários

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!